O quanto o futebol romeno mudou em apenas quatro anos

artigo publicado originalmente no blog TikiTaka.ro.
Tradução: João Vítor Roberge / O Craiovano

Mal se passaram quatro anos e o futebol romeno mudou rapidamente. Na Liga I, tínhamos 18 times e o campeão era decidido após turno e returno simples, não com um sistema de play-off como atualmente. Mas o que mais dói são os desaparecimentos das equipes… E não de qualquer tipo de equipe, mas as de tradição.

2013
A Liga I há quatro anos: muitos destes times tradicionais foram extintos

Steaua – Na época ainda se chamava Steaua e não FCSB, como hoje. Tinha muitos torcedores em seus jogos e os jogadores portavam o emblema tradicional e amado.

Astra – Uma dos poucos times que conseguiram se manter regularmente.

Petrolul – Tinha um time que lutava pelo título. Não à toa estava no terceiro lugar na tabela. Dos titulares havia ninguém menos que Gicu Grozav, Geraldo Alves, Hoban, Filipe Teixeira e Younes Hamza. Depois de um tempo o clube entrou em falência, caiu, foi extinto e os torcedores o ressuscitaram na Liga IV do distrito de Prahova, onde leva, num único jogo, mais espectadores que todo o grupo de repescagem da Liga I.

Dinamo – Mudaram todo o time que tinham na época, inclusive Danciulescu [um dos grandes ídolos da história recente do clube], que estava em campo, e não na comissão técnica.

Pandurii – O time atravessava uma boa fase naquele momento, culminando com a participação na Liga Europa, inclusive na fase de grupos. Atualmente, entrou em falência e o mais provável é que seja rebaixado. Espera-se que não vá se extinguir, até porque terá um novo estádio.

Vaslui – Era um dos bons times do campeonato. O desejo de Porumboiu de conquistar o campeonato não se cumpriu. Além disso, o time entrou em falência e foi extinto. Os torcedores o refundaram na Liga IV, mas o sucesso em Vaslui está, de qualquer forma, em lembranças.

Rapid – É provavelmente a história mais triste do futebol romeno. Um dos mais antigos e amados times da Romênia, sempre lutava e se levantava, mas a última crise foi fatal. O Rapid subiu para a Liga I, mas não pôde disputar a competição [porque não tinha condições financeiras]. Após entrar em insolvência financeira, veio a falência e a extinção. Atualmente, o clube não existe mais, e alguns times fundados na Liga V lutam entre si para definir quem é a legítima continuação do Rapid.

CFR Cluj – Luta para voltar a ser o que foi: campeão da Romênia. Isto depois que o time entrou em falência e tenta sair para poder ter o direito de disputar uma Liga Europa. O mais provável é que jogue, mas na temporada 2018-19.

Brașov – Rebaixado há algum tempo, luta pela subida há duas temporadas, ainda que a situação financeira seja desastrosa. Com os novos regulamentos que a LPF [Liga Profissional de Futebol] quer implementar, o time poderia terminar na zona de acesso, mas continuar na Liga II.

Gaz Metan – Após um período na segunda divisão, os “Gasistas” retornaram à primeira divisão e fizeram uma bela participação, chegando muito perto do play-off. Mas infelizmente para eles, a perda dos dois atacantes, Llullaku e Axente, foi decisiva para a perda da vaga. Enquanto isso, o Gaz Metan também está em insolvência financeira, o que significa que mesmo que chegasse à zona de classificação para as copas europeias, não poderia disputá-las.

Universitatea Cluj – Seguiu o curso dos times romenos que já é normal: insolvência – falência – refundação em divisão distrital. O último grande feito foi a final da Copa da Romênia [2014-15], infelizmente perdida para o Steaua por 3×0.

Oțelul– Seguiu os passos do Unirea Urziceni: o time canha o campeonato, joga a Champions League, o dinheiro some, insolvência, falência, extinção. Diferente do caso de Urziceni, em Galati os torcedores refundaram o time na Liga IV. A mesma coisa provavelmente teria acontecido no caso do Unirea, só que lá eles não têm torcida.

Concordia Chiajna – Na mesma situação de quatro anos atrás. Luta para se salvar do rebaixamento.

Ceahlăul – Um outro destruído pela insolvência. O time caiu para a Liga II, depois para a Liga III e não conseguiu jogar nem lá, sendo então extinto. Depois de um tempo, a prefeitura de Piatra Neamt fundou um outro clube de mesmo nome, que carrega a história do antigo.

Viitorul – Se há quatro anos o time de Hagi lutava contra o rebaixamento, hoje luta pelo título.

CSMS Iași – Não mudaram muito. O time chegou a disputar duas partidas das preliminares da Liga Europa e mudou o nome para CSM Politehnica Iasi

Turnu Severin – O time foi extinto, e em Severin quem joga é o Pandurii [enquanto o novo estádio de Târgu Jiu não fica pronto].

Gloria Bistrița – 21 anos após o primeiro acesso, o Gloria se extinguiu completamente. Nos motivos do desaparecimento esteve o mesmo problema que em todos os outros casos: a situação financeira precária.

 

Nota d’O Craiovano: Destes 18 clubes, nove seguem na primeira divisão. Steaua, Dinamo, Astra, Pandurii, CFR Cluj, Gaz Metan, Chiajna, Viitorul e CSM Poli Iasi. CSM Poli e Gaz Metan já foram rebaixados nestes quatro anos. CS U Craiova, Voluntari, Botosani, ACS Poli e Târgu Mures são os clubes ausentes nesta temporada 2012-13.

Anúncios

Um comentário em “O quanto o futebol romeno mudou em apenas quatro anos

  1. Nossa, como pode? Em 4 anos METADE dos times da 1° DIVISÃO de um campeonato nacional faliram! E é um campeonato com razoável relevância, inclusive recentemente, no cenário europeu (me lembro da Romênia ter vaga direta pra champions, coisa que será impossível com esse novo regulamento). No Brasil vejo (e me revolto) com times em segunda, terceira divisões estaduais faliram por fata de recursos, mas em uma 1 DIVISÃO nacional? O futebol romeno necessita urgentemente de uma reforma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s