Em quatro anos eu evitei dar opiniões neste blog. Tirando o começo dele, quando era quase panfletário a favor do FC Universitatea de Adrian Mititelu, O Craiovano nunca foi espaço pra opinião. No máximo, ironia e pitadas de humor, com “ROMENÃO™”, “Astrão da massa”, e outras brincadeiras. Mas depois do que eu vi hoje, não dá. Não dá pra escrever notícia na mesma estrutura de parágrafo, descrever lances, ficha técnica e deixar um videozinho de melhores momentos caso eu encontre no Youtube. Não posso fazer esse pacote padrão para um dia como hoje.

O futebol romeno se agigantou nesta semana. É sério. Para quem viu o vexame da Euro de 2016, acompanha derrotas atrás de derrotas num futebol próximo do colapso total, esta semana foi de chorar de emoção. Não pra qualquer pessoa. Mas pra qualquer brasileiro viciado em futebol romeno. São poucos, admito.

Na terça-feira, o Steaua (ou melhor, FCSB), subestimou o Viktoria Plzen, mas não se entregou jamais ao salto alto. Empatou em casa, 2×2, na 3ª fase preliminar da Champions League. Um golaço de falta de Budescu e um outro de cabeça do interminável português Filipe Teixeira.

Na quarta-feira, o Viitorul de Gheorghe Hagi entrou em campo pela mesma fase da Champions League, contra o APOEL Nicósia, do Chipre. Jogou muito mais. E venceu. 1×0, golaço do lateral esquerdo Cristian Ganea, de falta, numa trivela absurda que a mídia romena tentou comparar com o gol de Roberto Carlos contra a França em 1997.

Na quinta-feira, a Romênia parou. Porque eram três times no mesmo dia, ao mesmo tempo, representando a Romênia na Liga Europa.

O Astra é figurinha carimbada nos últimos anos. Já eliminou o West Ham duas vezes consecutivas, e já destruiu o Lyon. Hoje, empatou em 0x0 com o Olexandriya, da Ucrânia, em casa, e mantém todas as chances de classificação para o play-off. Nada novo em Giurgiu.

Mas ao mesmo tempo, acontecia a aventura de Rivaldinho.

Rivaldinho já foi motivo de chacota no Brasil. Por ser filho de Rivaldo. As comparações de sempre com o pai. Saiu do Mogi Mirim e não se firmou bem nem no Interacional, nem no Paysandu, nem no XV de Piracicaba. Passou pelo Boavista, de Portugal. E foi para o Dinamo Bucareste. Para se encontrar. É peça importantíssima no time comandado por Cosmin Contra, jogando regularmente e marcando gols.

O Dinamo Bucareste iria enfrentar o Athletic Bilbao, pela 3ª fase preliminar da Liga Europa. Rivaldo, que já havia furado promessas de assistir a um jogo do filho in loco, não podia escolher partida mais prestigiosa. O pentacampeão mundial foi recebido no aeroporto por orgulhosos romenos. Era clima de festa em Bucareste. Bem, havia o risco de os bascos tomarem a Arena Națională de assalto.

Rivaldinho começou no banco. Entrou no segundo tempo. Laporta já havia marcado para o Athletic aos 20′ da primeira etapa. E o brasileiro precisou de oito minutos para receber uma bola recuperada pelo português Salomão. Dar um. Dois toques na bola. E explodir a Arena Națională com uma bomba composta por redenção, desabafo e alegria. Golaço. De empate. Para salvar o Dinamo e deixar tudo aberto para o confronto em Bilbao. Para a alegria de Rivaldo. Porque hoje Rivaldinho não foi “o filho de Rivaldo”. Rivaldo sim, foi “o pai de Rivaldinho”.

Rivaldinho marcou um golaço salvador para o Dinamo e provar sua qualidade.

 

O Craiova jogou com a raça que faz com que eu simpatize com um time. Neste caso, só fez meu vício crescer ainda mais. (foto: Facebook oficial CS Universitatea Craiova)

Mas o jogo a que eu assisti e no que eu vibrei e gritei com a TV foi outro. O da única derrota romena da semana.

Em Drobeta Turnu Severin, o CS Universitatea Craiova enfrentava o Milan. O Milan que goleou o Bayern de Munique na pré-temporada. O poderoso, multiquaquilionário chinês Milan, retornando ao circuito europeu depois de três anos. Para passear por um time romeno aí. Todo mundo previa passeio, goleada, humilhação. A todos estes, eu digo: chupa! Aqui é Craiova!

Não vou nem entrar no mérito se o CS U Craiova é de 2013 ou de 1948, se é clone ou se não é. Não me importa mais. Se for clonado, não me faz mais diferença. Não nego minha hipocrisia. Há quatro anos eu torcia contra este mesmo time. Porque eu apoiava incondicionalmente o homônimo FC Universitatea. E se o FC Universitatea está retornando na quarta divisão e de fato está, boa sorte e tudo de bom, que tenha sucesso. Apoio aos dois, vibe de isentão. A mancha na história do futebol de Craiova está feita, nada vai mudar. O que importa é o presente, o futuro e o que eu vi em 27 de julho de 2017, através de um streaming pirata via Sopcast no Municipal de Drobeta Turnu Severin.

Eu vi um estádio lotado acreditando na vitória.

Eu vi o brasileiro Gustavo correndo até o fim, driblando, marcando e correndo muito.

Eu vi Alexandru Băluță, o camisa 10 e capitão, dando chapéu e passe de letra pra cima de milanês milionário.

Eu vi Alexandru Mitriță perder a primeira grande chance do jogo.

Eu vi o moldavo Nicolae Calancea se agigantar pra cima de atacantes de valor absurdamente inflacionado.

Eu vi o mercenário goleiro Donnarumma matando tempo faltando meia hora pra acabar o jogo.

Eu vi o Milan levando pressão do CS Universitatea Craiova.

Eu vi raça. Eu vi força. Eu vi um jogaço de bola.

Eu vi o futebol romeno lutando até o fim. E foi de arrepiar o até a última gota de ectoplasma da alma.

Eu vi Craiova. E vivi Craiova mais uma vez.

Ninguém mais vai poder subestimar Craiova. E se subestimar é porque não viu o jogo. 1×0 pro Milan. Chorado. Gol de falta. Com o Craiova merecendo pelo menos um empate durante o jogo todo. 10 finalizações do Craiova contra 11 do Milan. É sério, tá no site da UEFA. Três escanteios para cada lado, 11 faltas para cada lado. De igual para igual.

Não tinha o tal do Çalhanoglü? Nem Bonucci nem Biglia? Não me vem com desculpa. Tomou sufoco pro pequeno gigante Craiova, cuja grande transferência na última janela foi a venda de seu melhor atacante, Andrei Ivan, para o FC Krasnodar por 3 milhões de Euros. O Milan usa isso pra dar pro flanelinha do ônibus.

O Milan vai passar de fase? Vai, muito provável que vá. Mas já suou muito mais do que qualquer um de seus torcedores achava que iria suar. Então, aí está. E pode suar mais na próxima quinta.

Craiova é gigante. Não importa se é FC ou CS. Craiova é gigante. O futebol romeno está vivo. E nem tenta bobear, porque se bobear a gente comete o maior crime do futebol no século no San Siro.

Obrigado, FCSB. Obrigado, Viitorul. Obrigado, Astra. Obrigado, Dinamo. Obrigado, Rivaldinho.

Obrigado, CRAIOVA.

20431340_886913958127703_3545779671296493658_n
Băluță e Gustavo correm para armar um dos vários ataques do CS U Craiova sobre o Milan (foto: Facebook oficial CS Universitatea Craiova)

 

 

Anúncios

16 comentários em “Nunca mais subestime o futebol romeno. Muito menos Craiova

  1. Acompanho sempre as materias aqui, mas na moral, nao concordo com nada disso. O steaua teve um pessimo resultado em casa contra o plzen, mesma coisa o astra, dinamo e o craiova praticamente deram adeus na primeira partuda, e tu fala que o futebol romeno se agigantou essa semana? Ta de brinks, né…O vitorul sim, um time pequeno, e teve uma boa vitoria contra o apoel que ja participou algumas vezes da fase de grupos da liga.

    1. Então, Rafael. Não to de brinks não, e explico;

      Apesar do péssimo resultado do FCSB, estamos falando de um nada genial Viktoria Plzen, que tem péssimo retrospecto contra romenos e já apanhou de Astra e Petrolul jogando na República Tcheca num passado recente. Se o Dica arranjar um jeito de diminuir a Budescudependência, tem tudo para passar de fase apesar do resultado ruim na terça. Sem falar que mesmo sendo eliminado, tem a Liga Europa de consolação. Está em aberto

      Um gol para o Astra é o suficiente para encardir o jogo na Ucrânia. O Olexandriya não é nenhuma missão impossível. Dizer que é péssimo resultado é fatalismo.

      Dinamo está em uma situação muito menos desconfortável que o Craiova. Empatou em 1×1 em casa contra o Bilbao. Resultado normal.

      Sobre o Craiova, é necessário ver o que se esperava antes do jogo e o que falavam que o jogo seria. Falavam em 10×0 no agregado. Falavam em goleada. E o Craiova jogou de igual para igual com o Milan.

      Dinamo e Craiova praticamente deram adeus sim, mas não foi hoje, foi no sorteio, quando pegaram estes adversários. E mostraram muito mais futebol do que qualquer torcedor esperava deles. Todo mundo esperava goleada nos dois jogos. O Craiova empatou com o Chiajna no sábado e pressionou o Milan durante boa parte do segundo tempo, com uma finalização a menos ao fim do jogo. De igual pra igual com o Milan cheio da grana e com a moral de ter goleado o Bayern em amistoso. Levou só 1×0 num gol estúpido. Pros padrões do futebol romeno hoje, isto é progresso. É necessário ver além do resultado cru, é preciso ver o que os times fizeram contra adversários desse calibre.

      O Viitorul foi incontestavelmente a melhor equipe, até porque foi a única que ganhou. E provavelmente vai chegar nos grupos de algum lugar.

      Lembro que na última temporada o Viitorul levou uma surra pro Gent na 3ª preliminar da UEL, o FCSB apanhou miseravelmente pro Manchester City na UCL, a Poli Iasi caiu já na segunda preliminar da UEL contra o Hajduk Split, o Pandurii caiu de cara pro Hapoel Tel Aviv na 3ª preliminar da UEL. O que salvou foi o Astra. E o FCSB, que chegou a lutar por classificação nos grupos da UEL depois de ser humilhado pelo City em casa.

      Digo e repito. O futebol romeno foi muito bem nessa semana e o mínimo a se fazer é sair de cabeça erguida.

  2. Eu acho quevo termo “subestimar o futebol romeno” foi mal colocado. A gente vê aqui mesmo no brasil equipes de quarta divisao fazendo jogo com a elite. A palavra “motivação” explica isso. Futebol romeno nem esta sendo mais subestimado, esta quase que no fundo do posso. Acompanho o futebol romeno desde a copa de 90. Pra quem ja viu essa seleçao ser cabeça de chave em copa do mundo, eliminar uma favorita ao titulo como a argentina,chegar ao terceiro lugar no ranking,em toda a janela jogadores romenos iam para grandes e medias equipes, ter duas equipes na liga dos campeoes, agora ver isso, uma seleçao com jogadores fraquissimos, tecnico fraco,futebol local uma bagunça,jogadores ma saem do país e quando saem sao pra belgica e times desconhecidos da turquia. Por isso que eu digo que nao foi nenhum feito essa semana, com exceçao do vitorul.

    1. Que o futebol romeno está em frangalhos, ninguém discorda. Exatamente por isso não se espera nada de um time romeno, exatamente por isso a expectativa inicial era ver Bilbao e Milan massacrando Craiova e Dinamo.

      É exatamente pelas condições miseráveis da Romênia hoje que ver um time atacar um gigante como o Milan e perder só por 1×0 me orgulha. É a resistência e a luta quando já não sobrou quase nada. Na Romênia tem muita gente feliz com os resultados de Craiova e Dinamo e rezando por um milagre.

      Duas equipes na Liga dos Campeões a Romênia voltou a ter na temporada passada. Hoje, estão presentes FCSB e Viitorul. Se você fala de dois times em grupos, isto aconteceu em 2008-09 com Steaua e CFR Cluj, quando o futebol romeno já não estava nada bem.

      É desleal comparar o que o futebol romeno foi nos anos 90 com hoje. Tem que comparar os resultados de hoje com as condições atuais. Ninguém está contente com o que o futebol romeno se tornou, mas exatamente por tudo isso que você falou é que muitos torcedores estão surpresos e orgulhosos.

      E vamos ser sinceros, nos anos 90 só a seleção funcionava, e por herança comunista que criou vários destes jogadores no Luceafarul. Ranking por Ranking, há um ou dois anos a Romênia estava em 7º. O que tornou os clubes romenos o que são hoje começou lá naquela época. Ninguém fez nada a nível europeu nos anos 90, tirando o Steaua numa Copa de Campeões de Copas. A nível de resultados de clubes nas competições europeias os anos 2000 e 2010 são comparáveis com os anos 90. Só ver o que os UEFAntásticos fizeram em 2006, o que o Steaua fez em 2013 e o que o Astra fez nos últimos anos. É um time que começou a participar de Liga Europa em 2013 e soma 37 jogos, 15 vitórias, 16 empates e 10 derrotas, e já eliminou grandes clubes do ocidente.

      O que se viu nos anos 80 e 90 não voltará por um bom tempo. Acho que a saída é tentar ser otimista mesmo na desgraça de hoje. Acho que tem alguns bons pontos a se aproveitar. O ruim é maioria esmagadora hoje, mas não é tudo.

  3. Acompanho o futebol romeno desde a copa de 90. Pra quwm ja viu essa seleçao ser cabeça de chave em copa, ser terceira no ranking, eliminar uma favoritissima argentina, ter toda hora jogador em equipes pelo menos medias na europa. Hoje, os atletas quando saem e pra belgica e times pequenos da turquia, a seleçao nao ganha de ninguem, jogadores fracos, e se bobear num futuro nao muito distante so fará frente a times como malta e san marino. Esse ano, acho que nao teremos nenhuma equipe romena nas competiçoe europeias. Um país que frequentou a elite do futebol por quase 15 anos (de 86, com o titulo do steaua ate a euro de 2009), hoje nao faz frente a times medianos…Saudaçoes rubro negras.

  4. Esse comentario que ta em anomino é meu tambem, esqueci de por o nome. Desculpe se as vezes aparecer um comentario repetido. É que nao sei se o comentario foi com sucesso, daí acabo mandando novamente.

  5. Me refiro as duas equipes na fase de grupos. E discordo, em 2008 o futebol romeno se encontrava bem. O futebol romeno historicamente foi um futebol do segundo escalao europeu ( o primeiro formado por italia, inglaterra, holanda, alemanha, espanha, frança e agora portugal), e sempre esteve em evidencia. Veja a qualidade e onde jogavam os atletas romenos na euro 2008, sem falar que anis antes o steaua chegou a semi da entao copa uefa, e o rapid nas quartas. Teve um ano, que vimos duas equipes na liga dos campeoes e 4 na copa uefa. Nao da nem pra comparar, o momento e critico..

    1. Bom, isso é verdade. Tenho a impressão de que a seleção romena decaiu após a Euro 2008. A partir de 2009 a seleção caiu demais.

      Mas até poucos anos atrás, havia uma só vaga pra Liga dos Campeões e três para a Liga Europa. Desde o ano passado a Romênia recuperou uma vaga. .Por isso digo: Já foi pior. O momento é decisivo. Ou quebra tudo, ou começa a melhorar muito lentamente. Recuperar o nível dos melhores anos é quase impossível. O começo dos romenos nas competições europeias seria decepcionante nos melhores momentos da década passada, mas hoje não são de todo ruim

  6. Concordo, nos anos 90 so a nationala funcionava, ate porque pra participar da fase de grupos de uma liga dos campeoes era mais dificil. Acho o hoje o futebol romeno se encontra muito, mas muito mesmo no ostracismo. Em 2008, que foi citado, veja onde jogavam e a qualidade dos atletas. Anis antes o steaua nao foi a decisao da copa uefa por tomar um gol no ultimo minuto. Muitas classificacoes ate 2008 foram perdidas por detalhes ou puro azar. Hoje nao, hoje e ruindade mesmo.

  7. Sem falar que mesmo na decada de 90 ja havia uma certa bagunça fora de campo. Estadios antiquados, gramados horriveis. Hoje há pelo menos um hagi cim seu vitorul que revela jogadores (mais em quantidade do que em qualidade, vamos ser francos, né). Acho que tecnicamente aconteceu com a romenia o mesmo com a inglaterra. A entrada de muitos estrangeiros mudou a caracteristica do romenão.

  8. Sabe, joao, eu me ligo mais na seleçao do que nis clubes. Tenho ate uma torcida pelo steaua, porque o steaua e a nationala sao o futebol da romenia. Com todo respeito ao dinamo, ao rapid no fundo do poço, ao u.craiova com sua historia conturbada, ao cluj, astra,etc. Cara, na decada de 90 nao tinha essa gama de informaçao, eu nao tinha tv a cabo e tampouco internet. So sabiamos das coisas quandi chegava as competiçoes.Fazendo uma media, a romenia com certeza e uma seleçao importante. Como ja disse, sao pouquissimos paises que foram cabeças de chave numa copa (por criterio tecnico),que tiveram equipe campeã de champions league,que ficou uns 10 anos na elite ou bem proximo, que ja teve jogadores nas principais equipes da europa. Dessa geraçao salvo apenas stanciu, chiriches, andone,e o injustiçado maxim. Tinha-se uma esperança em puscas, que nao sei se ainda pertence a inter de milao, mas o cara nao deu em nada. Agora os romenos esperam que dragomir, da base do arsenal, pascanu do leicester, farcas do ajax, craiu do villarreal e ex real mostream algo. No futebol local e dificil falar, talvez coman, do vitorul e benzar. Mas na romenia e assim, aparece alguem e ja falam que o real, o barça, o bayern, o flamengo quer. Com andrei ivan foi assin, e foi pra russia. O mircea lucescu deveria voltar. A minha seleçao,com todos em forma fisica seria: pantilimon, benzar,chiriches,gardos,radu (mas esse nao quer),hoban,marin,stanciu,maxim,budescu e andone.Jogadores so vao evoluir nas grandes ligas,por isso era importante a participacao dos times nad competiçoes europeias, dá visibilisade. O romenão, que ja esteve entre as 10 melhores ligas da europa, hoje nao e parametro pra nada.

    1. Só não sei se o Steaua e a seleção romena se resumem ao futebol romeno, até porque foi fundado bem depois de clubes como o Rapid e começou a ter mais destaque na Europa depois de Craiova e Dinamo terem aberto os caminhos. O próprio Arges já incomodou. Muitos times na Romênia têm uma tradição muito legal e vários fizeram alguma coisa importante (fosse uma vitória sobre um Real Madrid ou eliminar potências da época). Claro que a maioria está destruída. As principais forças hoje são mesmo Steaua, Viitorul, CFR Cluj, Dinamo, Craiova e Astra, nesta ordem.

      E é verdade, quando a gente olha pra trás e vê o que a Romênia já fez, é impossível dizer que foi uma qualquer no futebol europeu e mundial. Hoje, infelizmente, é figurante, talvez ainda menos do que isso.

      Gosto de vários jogadores da geração atual. Puscas ainda não deu em nada. Confio bastante na próxima geração, de Craiu, Farcas, Dragomir, Pascanu e, por que não, Ianis Hagi. Na Romênia Florinel Coman é o mais em evidência, mas tem outros promissores, como o Screciu. Da geração mais madura tem Baluta, Ganea, Benzar, Hanca. Não sei sobre o Lucescu para ser técnico da seleção, mas só de ter ele por perto fazendo alguma coisa já seria bom. A minha seleção hoje com o que se tem é parecida: Tatarusanu, Benzar, Sapunaru (não queria colocar porque tava numa draga no primeiro semestre, mas ta foda de zagueiro), Ganea, Hoban, Marin, Baluta, Stanciu, Stancu e Andone. Não sei se Budescu e Stanciu conseguiriam jogar juntos, teria que colocar Stanciu pelo lado do campo.

  9. Amigão, sei da sua paixao pelo u.craiova (o verdadeiro, né). Eu, e mais alguns por esse brasil, gostamos da romenia por causa da seleçao de 94 (eu ja gostava desdr 90). A copa de 94 foi a primeira que vi integralmente. O time romeno era muito bom, mas na minha opiniao apareceram jogadores ate melhores dos que estiveram nos estados unidos. Ilie, chivu, mutu,contra, lobont entre outros tiveram mais destaques que alguns deles. O brilho coletivo foi passado para o individual. Hagi era craque mesmo. Quando disse que o futebol romeno se resume a nationala e ao steaua, me refiro a representatividade. Se voce perguntar pra alguem dizer um nome de time romeno,a pessoa vai dizer “steaua”, nao tenho duvida. Uma coisa, nao sei se tem algo a ver, mas depois da constriçao da arena nationala, o futebol da terra do dracula parece que perdeu a identidade.

    1. Eu conheci a Romênia de 1994 antes de conhecer o Craiova, por histórias que ouvi (afinal, eu nasci em 1994). E foi um dos pontos que me levou aqui agora. E na representatividade, sem dúvida, é Steaua e a Nationala as imagens que virão à cabeça de qualquer pessoa, verdade.

      Sobre verdadeiro e falso Craiova, eu larguei mão de me preocupar com isso já enquanto estive em Craiova. Passei dois meses lá (e um em Bucareste) e minha identificação com a cidade foi muito grande. Só quero ver o futebol de Craiova por cima. Na minha opinião o CS U Craiova é um time “clone” mesmo, fundado em 2013, mas que carrega a tradição do futebol de Craiova e do Universitatea original. Torço pra qualquer Craiova que existir hoje, e roí as unhas assistindo ao jogo contra o Milan.

      E acho que a construção da Arena Nationala coincide com o momento histórico. Foi no apogeu de todas as cagadas que estavam sendo feitas desde os anos 90.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s