O futebol romeno de raiz viveu na quarta divisão

Esqueça qualquer coisa que você possa ter visto sobre o futebol romeno nesta temporada, até mesmo o título fantástico do Viitorul na liga, do Voluntari na Copa, a vitória da seleção sobre o Chile ou o Astra de Marius Șumudică passando dos grupos na Liga Europa. O grande momento da Romênia no futebol em 2016-17 foram os… Play-offs de acesso à terceira divisão!

Ao longo dos últimos anos, diversos clubes tradicionalíssimos do país sofreram com administrações irresponsáveis, crises estruturais e financeiras, chegando à falência e à “extinção”. Foi o caso de, por exemplo, Petrolul Ploiești, Universitatea Cluj, Farul Constanța e Oțelul Galați (que em 2011 disputou a fase de grupos da Champions League). Estes quatro clubes faliram, e foram refundados em sociedades organizadas por torcedores, saindo do velho modelo de “um empresário, um dono”, que deixou grandes, médias e pequenas forças à mercê de riquinhos e ricaços sem escrúpulos. E neste mês, estes times iniciaram suas lindas redenções rumo ao topo, o lugar ao qual sempre pertenceram.

Cada um destes clubes disputou nesta temporada a quarta divisão romena, que é organizada por distritos e formada por times semiprofissionais e amadores. Cada um dos 41 distritos e Bucareste fazem campeonatos locais, e os campeões são divididos em 21 play-offs para definir quem sobe à terceira divisão. Ontem, foram realizados os jogos de volta destes play-offs. Petrolul, Oțelul, U Cluj e Farul estiveram em campo. Eles têm, somados, 5 títulos da Liga I, 4 títulos da Copa da Romênia, 1 Supercopa da Romênia, 4 vices da Liga I e 7 vices da Copa da Romênia.

O destaque dentre estes quatro destaques foi, sem qualquer dúvida, o Petrolul. O tetracampeão da Liga e tricampeão da Copa caiu em 2015 da Liga I direto para a Liga IV. E ontem, em casa, no Estádio Ilie Oană, 14 mil torcedoresnum público e numa atmosfera raríssimos para a primeira divisão romena atual, fizeram uma festa inacreditável. Sinalizadores, shows pirotécnicos, bandeirões e mosaicos empurraram a equipe para a terceira divisão, no empate em 2×2 contra o pequeno Dentaș Tărtășești. O jogo de ida foi 3×0 para o Petrolul, que garantiu sua vaga na terceira divisão. Em campo, estavam dois ídolos do clube que voltaram de aposentadorias para ajudar o time de coração: o veteraníssimo zagueiro Daniel Chiriță (campeão da Copa da Romênia de 1995 com o clube), de 43 anos, e o meia Cristi Vlad, de 40.

Este não foi o único jogo de casa cheia do Petrolul, que tem uma das torcidas mais fanáticas da Romênia. Durante toda a temporada, milhares de torcedores estiveram presentes no Ilie Oană, com uma média de público maior que a da maioria dos clubes da Liga I. O jogo decisivo ontem chegou a ser transmitido pelo canal de TV DigiSport, sendo que sequer a Liga III é tem transmissão.

“O Petrolul não morreu, não vai morrer e, depois do que se viu nesta noite, tem todo o direito de esperar por um futuro brilhante. O Petrolul subiu à Liga III, mas isto não é o verdadeiro título. E sim que, em dez meses, um projeto que partiu do zero conseguiu captar as energias futebolísticas de uma cidade inteira, conseguiu fazer 14 mil pessoas lotarem o Ilie Oană num jogo contra o Tărtăşeşti. E além disso, fez um país inteiro entender que o verdadeiro futebol é aquele que se joga onde os torcedores se identificam até os ossos com seu time favorito”, disse o clube em nota oficial no Facebook.

Festas também em Cluj-Napoca, Constanța e Galați

O Oțelul Galați havia perdido na ida por 1×0 contra o Unirea Mirceşti, mas conseguiu a virada e por 2×0 garantiu a vaga em Galați. O gol do acesso foi marcado no último minuto do jogo, por Robert Ciurea. O meia acertou uma bomba de fora d’área com a perna esquerda, para explodir os 9 mil torcedores presentes no Estádio Oțelul.


Os gols de Oțelul 2×0 Unirea Mirceşti

O Universitatea Cluj passeou por cima do fraquíssimo Lăpușul Târgu Lăpuș, do distrito de Maramureș, com 6×0 na ida e 8×0 na volta, com direito a presença dos ídolos veteranos Gabriel Giurgiu e Dorin Goga, que retornaram ao clube para ajudar na reconstrução. O Farul Constanța só fez um jogo festivo em casa, porque no jogo de ida já havia destruído o Peschărușul Sarichioi, do distrito de Tulcea, por 7×2. Diante de 5 mil torcedores, venceu novamente, por 2×0.

594f61ae95f9cfcc560a8218
A torcida do Oțelul também fez a sua festa, ao conquistar o acesso no último minuto do jogo (foto: DigiSport)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s