ACS Poli ameaça não jogar a final da Copa da Liga por atraso de pagamento de prêmio de 2016 ao Steaua/FCSB

A ACS Poli venceu hoje o Târgu Mures por 3×1 num vazio estádio Dan Paltinisanu em Timisoara no jogo de volta das semifinais da Copa da Liga Romena e se classificou para a final, mas ameaça não disputar o que pode ser seu primeiro título. A Adeplast, patrocinadora da competição organizada pela LPF (Liga Profissional de Futebol), ainda não pagou o prêmio de 200 mil Euros ao campeão anterior, o Steaua/FCSB. A final será disputada em 20 de maio.

“Nós paramos aqui. Não vamos jogar a final porque ouvimos hoje de Reghe [Laurentiu Reghecampf, técnico do Steaua/FCSB] que eles não receberam o dinheiro até hoje. Se não nos derem  o dinheiro [equivalente ao prêmio por já terem chegado à final], não entraremos em campo. Não jogaremos a final, que se formos jogar, vamos vencer tanto o Steaua quanto o Dinamo. Se não nos derem o dinheiro não jogamos, pagamos a multa que for”, reclamou o técnico da ACS Poli, Ionut Popa, ao fim do jogo contra o Târgu Mures.

O clube já teve dificuldades para viabilizar esta partida das semifinais no Dan Paltinisanu, porque possui dívidas com o Conselho do Distrito de Timis, que administra o estádio. Estas dívidas foram quitadas uma hora e meia antes do jogo, através de dinheiro particular de dirigentes e do técnico Ionut Popa.

A Copa da Liga é uma competição bastante controversa na Romênia, por ser, a grosso modo, “inútil”. Disputada em formato mata-mata apenas pelos clubes da primeira divisão, tem menos tradição que a Copa da Romênia (disputada por todos os clubes do país e organizada pela FRF) e esta é apenas sua terceira edição consecutiva. O campeão leva um pequeno prêmio em dinheiro e não se classifica para nenhuma competição.

A ACS Poli Timisoara é sustentada pela Prefeitura Municipal de Timisoara e pelo Conselho Local do Distrito de Timis. Nos últimos dois anos, o clube vem enfrentando graves dificuldades financeiras. Por causa disso, já iniciou esta temporada com 14 pontos negativos na Liga I e, como era de se esperar com a punição, luta contra o rebaixamento.

Esta “Poli” foi fundada em 2012 após a extinção da Politehnica Timisoara e tem o respaldo das autoridades locais e da Universidade Politehnica Timisoara, entidade que deu origem ao time em 1921. No entanto, também em 2012 foi fundada por um grande grupo de torcedores a ASU Politehnica Timisoara. Esta começou na Liga V, hoje está na Liga II e sempre teve o apoio de quase todos os fãs da Politehnica original.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s