Houve um tempo em que 30 jogadores brasileiros atuaram na Romênia. Hoje, este número caiu pela metade. São 14 atletas em dez clubes diferentes: Astra, Botosani, Dinamo, Gaz Metan, Juventus, Mioveni, Pandurii, ACS Poli, Steaua/FCSB e CS U Craiova.

O Craiovano preparou uma lista com os 14, desde os recém-chegados aos consagrados, apresentando um pouco da carreira de cada um e do que já fizeram no futebol romeno.

Elton está no Pandurii desde 2013.
Elton está no Pandurii desde 2013.

Elton – Pandurii Târgu Jiu

Chegou ao Pandurii em 2013, e em 2015 foi para o Voluntari. Após uma rápida passagem pelo Zalgiris, da Lituânia, o volante retornou ao Pandurii em janeiro.

Endrick, 25 anos – Botosani

O atacante foi revelado no Ypiranga-BA no ano passado, e estava no futebol do Chipre. Foi contratado pelo Botosani em janeiro.

Eric no Gaz Metan: ídolo, 10 e faixa de capitão (foto: Mediafax)
Eric no Gaz Metan: ídolo, 10 e faixa de capitão (foto: Mediafax)

Eric de Oliveira, 31 anos – Gaz Metan Medias

Uma sensação no futebol romeno, pedido até na seleção nacional. Saiu do Metropolitano-SC para o Gaz Metan Medias, onde foi uma das sensações de 2007 a 2011, tornando-se um dos melhores estrangeiros a atuar no futebol romeno. Após uma rápida passagem pelo Karpaty Lviv, da Ucrânia, voltou ao Gaz Metan por mais uma temporada, até ir para o Pandurii, em 2013. Nos seis meses em que esteve em Târgu Jiu, disputou a fase de grupos da Liga Europa, com direito a um golaço de voleio na derrota contra a Fiorentina por 2×1.

Depois, foi para o Al Ahli, da Arábia Saudita, voltou por mais seis meses ao Pandurii e rodou por Matsumoto Yamaga, da segundona japonesa, e pelo Najran, da Arábia Saudita. Em julho de 2016, voltou para o Gaz Metan, para ser o craque do clube ao lado de Llullaku. O albanês já deixou o Gaz Metan em dezembro, mas Eric continua lá, na boa campanha do time na Liga I.

Eric já tem cidadania romena, e é casado com a jogadora de handebol Cosmina Dancu. O primo de Eric, Vitinho, também já jogou pelo Gaz Metan.

Erico é o zagueiro brasileiro do Pandurii
Erico é o zagueiro brasileiro do Pandurii

Érico, 27 anos – Pandurii Târgu Jiu

Começou na Romênia atuando no Universitatea Cluj, em 2012-13. Depois de três meses no Guaratinguetá, o zagueiro retornou, desta vez para o Pandurii Târgu Jiu, onde está até hoje.

Fabrício passou por grandes clubes do Brasil até chegar no Astra (foto: reprodução DolceSport)
Fabrício passou por grandes clubes do Brasil até chegar no Astra (foto: reprodução DolceSport)

Fabrício, 26 anos – Astra Giurgiu

Já rodou por Hoffenhein, Flamengo, Palmeiras, Atlético Paranaense, Vasco, Vitória, Fluminense, Bragantino, Desportivo Brasil e Partizan Belgrado. O zagueiro chegou no início desta temporada para o Astra, atuando na Champions League e na Liga Europa. Tem 23 jogos pelo clube romeno.

Boldrin é o cara nas bolas paradas do Steaua
Boldrin é o cara nas bolas paradas do Steaua

Fernando Boldrin, 27 anos – Steaua/FCSB

Em 2014, ele saiu do Velo Clube-SP para o Concordia Chiajna. Foi um dos bons jogadores na temporada do clube e assim foi logo levado para o Astra, onde fez sucesso ao lado de Júnior Morais e William de Amorim. Disputou 48 jogos, marcou 8 gols e deu 5 assistências. Após o título romeno de 2015-15, foi para o Steaua, onde é o principal jogador de criação.

Gustavo tem a responsabilidade da camisa 10 no CS Universitatea Craiova
Gustavo tem a responsabilidade da camisa 10 no CS Universitatea Craiova

Gustavo, 25 anos – CS Universitatea Craiova

O meia saiu do Grêmio Osasco em 2011, com 20 anos, para rodar pela Itália. Passou por Salernitana, Novara, Lecce e Messina. Em julho de 2016 foi contratado pelo CS Universitatea Craiova para ser o camisa 10. Já são 17 jogos, dois gols e uma assistência pela nova Stiinta.

Junior Morais comemora com a torcida: é a segunda vez seguida que o Astra elimina o West Ham na Liga Europa
Junior Morais comemora com a torcida: é a segunda vez seguida que o Astra elimina o West Ham na Liga Europa

Júnior Morais, 30 anos – Astra Giurgiu

Já são mais de 240 jogos pelo Astra. O lateral esquerdo Junior Morais chegou ao clube em 2011, quando ainda não tinha títulos nem participação nas copas europeias. Mas o maranhense cresceu junto com seu clube. Conquistou Copa, Supercopa e Liga, disputou Liga Europa e Champions League, levou a braçadeira de capitão. Hoje, é o melhor lateral esquerdo em atividade na Romênia. Conseguiu passar da fase de grupos da Liga Europa e vai disputar os 16-avos-de-final. Mas Junior Morais aproveita seus últimos meses com a camisa do Astra. Assim que a temporada acabar, ele vai para o Steaua, onde estão seus ex-companheiros compatriotas Fernando Boldrin e William de Amorim.

Madson em ação promocional na loja oficial do CS Universitatea: uma das peças-chave do time
Madson em ação promocional na loja oficial do CS Universitatea: uma das peças-chave do time

Madson, 25 anos – CS Universitatea Craiova

O volante chegou à Romênia na temporada 2013-14, após passagem pelo Atlético Goianiense. Foi um dos destaques na campanha do Vaslui, 5º colocado, que ao fim da temporada, faliu. Foi contratado pelo CS Universitatea Craiova em 2014, e de lá não saiu. É um dos principais jogadores do clube, sendo até manequim da loja oficial.

Pedro Henrique marcou 13 gols pela ACS Poli (foto: Sebastian Tataru / Mediafax)
Pedro Henrique marcou 13 gols pela ACS Poli (foto: Sebastian Tataru / Mediafax)

Pedro Henrique, 25 anos – ACS Poli

O centroavante da ACS Poli chegou ao clube em 2014 e a ajudou a conquistar o acesso à primeira divisão, um ano após a queda. Saiu para o Galícia, da Bahia, mas retornou no ano passado. Tem 27 jogos e 13 gols pelo clube.

rivaldinho1
Rivaldinho é o novo camisa 9 do Dinamo (foto: fcdinamo.ro)

Rivaldinho, 21 anos – Dinamo Bucareste

O filho de Rivaldo chegou ao Dinamo em 7 de fevereiro, após um acordo de seu pai com o diretor do clube, o ex-jogador Adrian Mutu. Impressionou dizendo que já conhecia o clube, dizendo que era um grande clube, mas na hora de responder sobre jogadores romenos que conhecia, pisou na bola. Disse que não conhecia Hagi, apenas Mutu. Rivaldinho se corrigiu horas depois, elogiando Hagi, mas a gafe deu o que falar na Romênia. Ele vestirá a camisa 9, deixada pelo xodó do Dinamo, Dorin Rotariu.

Ayza comemora o gol que colocou o Mioveni nas quartas da Copa da Romênia 2014-15: ele é lenda viva no clube
Ayza comemora o gol que colocou o Mioveni nas quartas da Copa da Romênia 2014-15: ele é lenda viva no clube

Roberto Ayza, 35 anos – Mioveni

Roberto Ayza é simplesmente uma lenda no Mioveni, o clube da cidade homônima, no distrito de Arges, no sul do país. O atacante de 35 anos já está no país há 11. Isso mesmo, ele chegou ao Cetatea Suceava em 2006, vindo da Portuguesa de Londrina, e nunca mais deixou a Romênia. Depois, rodou por Ceahlaul e Bihor, até chegar ao Mioveni, em 2009. Conquistou o acesso para a Liga I em 2011, mas o clube logo caiu, com apenas 12 pontos em 34 jogos. Ayza ainda permaneceu na elite do futebol romeno, indo para o Gloria Bistrita. Com novo rebaixamento, o atacante retornou ao Mioveni em 2013, e está lá até hoje.

Em 2014, fez história na Copa da Romênia eliminando ninguém menos que Astra e Dinamo Bucareste, parando só nas quartas-de-final para o CFR Cluj com polêmica da arbitragem. E nesta temporada, o Mioveni eliminou ninguém menos que o Steaua nos pênaltis e está nas quartas-de-final. Roberto Ayza é hoje um dos maiores ídolos da história do clube, e abriu uma loja oficial para o Mioveni. Em 2012, casou-se com a jogadora romena de vôlei Gabriela Nita.

O Craiovano já entrevistou Roberto Ayza duas vezes. Você pode conferir as conversas aqui e aqui.

Wallace, 27 anos – Juventus Bucareste

Chegou ao futebol da Romênia em 2011. Atuou por Arges, Rapid e Olt Slatina. Está desde 2015 no Juventus Bucareste, que briga pelo acesso à Liga I.

William de Amorim quer repetir no Steaua o sucesso que teve no Astra
William de Amorim quer repetir no Steaua o sucesso que teve no Astra

William de Amorim – Steaua/FCSB

Um dos mais bem sucedidos brasileiros no futebol, o atacante William de Amorim chegou em 2010 ao Astra. Foi bicampeão da Supercopa, e levou Copa e Liga também, atuando ao lado de Júnior Morais no melhor time da história do Astra. Já até pediram William na seleção romena. Após o título de 2015-16, o atacante foi contratado pelo Steaua.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s