Liga I acaba com 40 mudanças de técnicos em 34 rodadas

Gâlca esteve no FCSB em todas as 34 rodada (foto: Raed Krishan/FCSB)
Gâlca esteve no FCSB em todas as 34 rodadas (foto: Raed Krishan/FCSB)

O Craiovano esteve, no returno da Liga I 2014-15, chamando a atenção para a alta rotatividade nos técnicos dos clubes da primeira divisão romena. Terminada a Liga I, confira os nossos dados e veja você mesmo se há paciência com treinadores “em toda a Europa”, ou se existem exceções, que deixam o vai-e-volta maior que o do futebol brasileiro:

 

A lista dos técnicos da Liga I 2014-15 por clube, em ordem cronológica:

Astra Giurgiu: Daniel Isaila, Oleh Protasov, Dorinel Munteanu e Marius Sumudica
Botosani: Leo Grozavu
Brasov: Cornel Talnar, Adrian Szabo, Vjekoslav Lokica e Adrian Szabo (2ª passagem)
Ceahlaul Piatra Neamt: Marin Barbu, Florin Marin, Zé Maria e Vanja Radinovic
Concordia Chiajna: Marius Sumudica e Marius Baciu
CFR Cluj: Vasile Miriuta, Francisc Dican (interino), Eugen Trica e Francisc Dican (2ª passagem/efetivado)
CSMS Iasi: Marius Lacatus, Ionut Chirila e Nicolò Napoli
CS Universitatea Craiova: Ionel Gane e Emil Sandoi/Sorin Cârtu
Dinamo Bucareste: Flavius Stoican, Ionel Danciulescu (interino), Mihai Teja, Flavius Stoican (2ª passagem) e Mircea Rednic
FCSB: Constantin Gâlca
Gaz Metan Medias: Cristian Dulca, Dan Matei (interino – depois efetivado) e Ion Balaur (interino)
Otelul Galati: Michael Weiss, Daniel Florea (interino), Tibor Selymes e Florin Marin
Pandurii Târgu Jiu: Petre Grigoras, Dorian Gugu (interino) e Eduard Iordanescu
Petrolul Ploiesti: Razvan Lucescu, Gheorghe Multescu, Mircea Rednic e Valentin Sinescu (interino)
Rapid Bucareste: Ionel Ganea, Marian Rada, Cristian Pustai e Cristiano Bergodi
Târgu Mures: Adrian Falub, Cristian Pustai e Liviu Ciobotariu
Universitatea Cluj: Mihai Teja, George Ogararu e Adrian Falub
Viitorul: Bogdan Stelea, Bogdan Vintila e Gheorghe Hagi

Leo Grozavu está há uma temporada e meia no Botosani, e levou o clube pela primeira vez à Liga Europa
Leo Grozavu está há uma temporada e meia no Botosani, e levou o clube pela primeira vez à Liga Europa

Times com mais técnicos na temporada: Astra, Rapid, Ceahlaul, Otelul, Dinamo (4 técnicos, três trocas – Dinamo com quatro trocas)
Equipes que não trocaram de técnico na temporada: FCSB (Constantin Gâlca) e Botosani (Leo Grozavu)
Técnico há mais tempo no mesmo clube: Leo Grozavu (Botosani: desde 5 de janeiro de 2014)
48 técnicos. 40 mudanças de técnicos. 18 times. 34 rodadas.

média de 2,2 mudanças de técnico por time. Em média, um técnico durou 11,3 jogos na Liga I 2014-15 antes de ser substituído.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s