Rapid e Universitatea Cluj perdem suas partidas e estão rebaixados para a Liga II

O Rapid de Daniel Niculae (centro), desolado após o segundo rebaixamento em três temporadas (foto: Stiri de Sport)
O Rapid de Daniel Niculae (centro), desolado após o segundo rebaixamento em três temporadas (foto: Stiri de Sport)

O Universitatea Cluj e o Rapid Bucareste perderam hoje seus jogos para Otelul Galati e CFR Cluj e agora são o 3º e 4º clube a serem rebaixados, respectivamente, para a Liga II 2015-16. Com uma rodada antes do final da Liga I, os dois se juntam a Otelul Galati e Ceahlaul Piatra Neamt, enquanto Pandurii Târgu Jiu, Gaz Metan Medias, Concordia Chiajna e Brasov lutam para escapar de duas vagas para a segunda divisão. É a décima vez que o Universitatea Cluj é rebaixado à Liga II, enquanto esta é a 18ª temporada em que o Rapid cai para a segunda divisão.

Os Sepcile Rosii chegaram a abrir o placar aos 11 minutos com o meia camaronês Justin Mengolo. Após um chute do goleiro Dolha, o jogador aproveitou a bobeira da zaga para ganhar na corrida e finalizar, contando com a colaboração do goleiro adversário, Abraham. Mas o Universitatea Cluj permitiu a virada para o Otelul, time que já estava rebaixado mesmo antes do início da rodada. Aos 35, Hamroun recebeu com espaço, viu Dulha adiantado e marcou um golaço, por cobertura e na gaveta.

Aos 23 da segunda etapa, a fraca zaga do Universitatea não acompanhou Tudorie após cruzamento vindo pela direita. De cabeça, ele marcou o gol da virada e sacramentou o rebaixamento dos Sepcile Rosii. O Universitatea Cluj que volta à Liga II depois de cinco temporadas consecutivas na Liga I.

No entanto, a temporada ainda não acabou. O clube ainda disputa a final da Copa da Romênia no próximo dia 31, contra o FCSB na Arena Nationala.

Pancu se despede do futebol com o rebaixamento do seu time de coração (foto: GSP)
Pancu se despede do futebol com o rebaixamento do seu time de coração (foto: arquivo/GSP)

No Estádio Dr. Constantin Radulescu, o CFR Cluj chegou aos sete jogos de invencibilidade após vencer o Rapid por 2×1 em um bom jogo, colocando os adversários de volta à Liga II mais uma vez, logo depois da conquista do acesso em 2013-14. Aos 15 do segundo tempo, Petrucci chutou de primeira, e o goleiro Buchta nem tentou fazer a defesa. 1×0.

Aos 28, Após cobrança de falta de Jakolis, Sapinas puxou Larie dentro da área. Pênalti para o CFR, convertido pelo francês Gregory Tadé. Com o seu 18º gol na competição, ele está próximo de ser o segundo estrangeiro a se tornar artilheiro de uma edição do campeonato romeno. O único dono da façanha é o atacante brasileiro Wesley, que marcou 27 gols pelo Vaslui em 2011-12.

Só deu tempo para o Rapid diminuir, num gol chorado. Após Minca bater roupa, o ídolo Daniel Niculae, quase caindo, conseguiu fazer o giro e o último gol do jogo, aos 44 da etapa complementar. CFR Cluj 2×1 Rapid Bucareste.

A derrota e o rebaixamento fizeram uma despedida melancólica do atacante Daniel Pancu, de 37 anos, que se aposenta após este jogo. Com cinco passagens pelo Rapid (1997-1999, 2000-2002, 2006, 2008 e 2011-2015), Pancu foi revelado pela Politehnica Iasi em 1994. Também passou por Cesena, Besiktas, Bursaspor, Terek Grosny-RUS, CSKA Sófia e Vaslui. Pela seleção romena, fez 27 partidas entre 2001-02, marcando nove gols.

“Perdemos muitas chances no primeiro tempo e não sei o que aconteceu no segundo. Não estou arrependido de ter vindo para o Rapid, vim com muito prazer e de coração aberto. Quando eu cheguei, a situação era dramática. Não sei se vou ficar para a Liga II, ainda temos mais um jogo”, declarou o técnico italiano Cristiano Bergodi. O treinador conquistou vitórias importantes para o clube, que conseguiu reagir quando já estava dado como rebaixado.

O Brasov de Constantinescu e Tira ainda pode se manter na Liga I (foto: GSP
O Brasov de Constantinescu e Tira ainda pode se manter na Liga I (foto: GSP

Brasov vence Viitorul fora e vai até a última rodada na luta contra o rebaixamento

O Brasov, que até agora corria por fora na luta contra o rebaixamento, é um dos últimos sobreviventes e briga com Gaz Metan Medias e Concordia Chiajna para escapar da Liga II. A equipe venceu fora de casa por 2×0, aproveitando a má fase do Viitorul, do técnico Gheorghe Hagi, que agora chega a quatro derrotas consecutivas.

Logo aos três minutos, Daminuta chutou em cima do próprio companheiro de equipe, permitindo um contra-ataque rápido do Brasov. Constantinescu deixou Tira na cara do gol para abrir o placar. Aos 41, Aganovic alçou a bola na área quase do meio de campo. Daminuta falhou de novo, olhando para a bola e deixando Moraru aparecer por trás para antecipar e cabecear sem chances para Buzbuchi.

Neste momento, Pandurii Târgu Jiu, Gaz Metan Medias, Concordia Chiajna e Brasov lutam para fugir dos dois lugares de rebaixamento restantes.

rabeira

O Pandurii escapa se vencer o CSMS Iasi em casa amanhã ou se vencer o Rapid fora na próxima quarta.

O Gaz Metan também só depende de si mesmo. Precisa vencer o Brasov nesta quarta. Se empatar, precisa que o Concordia não vença o Petrolul em casa, também na quarta-feira. Não pode perder para o Brasov.

O Concordia precisa vencer o Petrolul e torcer para que o Gaz Metan não vença o Brasov.

O Brasov precisa vencer o Gaz Metan e torcer para o Concordia perder para o Petrolul. O critério de desempate é o confronto direto em turno e returno, o Brasov leva vantagem sobre Gaz Metan e Concordia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s