Com time reserva, FCSB vence Pandurii e conquista sua primeira Copa da Liga

FCSB ergue a taça de campeão da Copa da Liga e leva o prêmio de 1,5 milhões de Euros (Foto: Alex Nicodim/GSP)
FCSB ergue a taça de campeão da Copa da Liga e leva o prêmio de 1,5 milhões de Euros (Foto: Alex Nicodim/GSP)
Gâlca conquista seu primeiro título como técnico. (foto: Raed Krishan/GSP)
Gâlca conquista seu primeiro título como técnico. (foto: Raed Krishan/GSP)

O FCSB conquistou hoje a terceira edição da Copa da Liga romena ao vencer, com seu time reserva, o Pandurii Târgu Jiu na Arena Nationala por 3xo. O primeiro gol foi marcado por Iancu, logo aos três minutos de jogo, a partir de um pênalti originado por um ataque em posição irregular do meia Chipciu. Este é o primeiro título do FCSB na competição, que nas edições anteriores foi conquistada por FCM Bacau (1998) e Gloria Bistrita (2000).

Com as duas equipes em momentos irregulares na Liga I (o FCSB está perto de perder um título dado como certo para o Târgu Mures e o Pandurii chegou a brigar contra o rebaixamento até a rodada passada) e técnicos nunca antes campeões, o título era importante para todos. Ainda que a Copa da Liga não dê vaga para torneios internacionais, há um prêmio de 1,5 milhões de Euros ao campeão (maior do que o da Copa da Romênia, 350 mil Euros mas com direito a vaga na Liga Europa).

O Pandurii tinha desfalques (Pintilii e Eric de Oliveira começaram no banco) e o FCSB tinha apenas três titulares absolutos a partida: Papp, Chipciu e Tucudean. Antes de o jogo chegar aos dois minutos, Chipciu recebeu em posição irregular e iniciou um ataque. Breeveld preparou o chute dentro da área e caiu ao contato de Ungurusan. O árbitro Adrian Comanescu apitou, e Gabriel Iancu abriu o placar, aos três do primeiro tempo.

E para o FCSB, foi só. O Pandurii dominava a partida, chegando a perder chances de gol com Nicoara. E logo aos cinco da segunda etapa, após cobrança de escanteio pela direita e o desvio no primeiro pau de Radut, Momcilovic cabeceou para fora, com o gol livre, de dentro da pequena área.

Os ros-albastrii comemoram o gol de Tucudean: o FCSB levou sufoco até que pudesse matar a partida no segundo tempo (foto: Alex Nicodim/GSP)
Os ros-albastrii comemoram o gol de Tucudean: o FCSB levou sufoco até que pudesse matar a partida no segundo tempo (foto: Alex Nicodim/GSP)

Três minutos depois, aos oito, a resposta: Em ataque rápido, Chipciu abriu na direita para Adi Popa, que retornou ao time principal e entrou no intervalo. Ele fez o corte seco no defensou, rolou de volta para Chipciu, que mandou uma bomba que bateu no travessão e entrou, sem chances para Paulo Mingote. 2×0. E já aos 18, com o FCSB mais confiante na partida e o Pandurii sem a força do primeiro tempo, saiu o terceiro gol, depois de um jogo disputado no qual o Pandurii teve sim inúmeras chances para empatar e virar. Rusescu tentou lançamento, Vasiljevic interceptou mas bobeou na entrada da área. Chipciu, o nome do jogo, roubou a bola e teve humildade para rolar para Tucudean, que só teve o trabalho de mandar pro gol.

Com o 3×0, as alterações restantes de Eduard Iordanescu não surtiriam mais efeito, e o FCSB saiu mesmo campeão, com o primeiro troféu na carreira do técnico Constantin Gâlca, iniciada ano passado.

O Pandurii, sem mais objetivos na temporada, enfrenta o CSMS Iasi em casa neste domingo, pela penúltima rodada da Liga I. O FCSB recebe o Botosani na Arena Nationala na busca pelo título, também no domingo. E no dia 31, FCSB e Universitatea Cluj disputam a final da Copa da Romênia.

O time que começou a final. Em pé: Luchin, Iancu, Rusescu, Tucudean, Tamas e Nita. Agachados: Chipciu, Breeveld, Neagu, Latovlevici e (foto: Alex Nicodim/GSP)
O time que começou a final. Em pé: Luchin, Iancu, Rusescu, Tucudean, Tamas e Nita. Agachados: Chipciu, Breeveld, Neagu, Latovlevici e Enceanu (foto: Alex Nicodim/GSP)

 

FCSB 3×0 Pandurii Târgu Jiu Arena Nationala, Bucareste
Quarta-feira, 20 de maio de 2015
Final da Copa da Liga
Público: 15.500

FCSB: Niţă; Papp, Luchin, Tamaş, Latovlevici; Breeveld, Neagu, Chipciu, Iancu (Rusescu 17′-2ºt), Enceanu (Popa-int); Ţucudean (Vâlceanu 30′-2ºt)
Técnico: Constantin Gâlcă

Pandurii Târgu Jiu: Mingote; Unguruşan, Cordoş (Şandru 20′-1ºt), Vasiljevic, Momcilovic; Anton, Mrzljak (Eric de Oliveira 33′-2ºt), Răduţ, Nistor, Nicoară (Buleică 24′-2ºt); Matulevicius
Técnico: Eduard Iordănescu

Gols: Gabriel Iancu (3′-1ºt), Alexandru Chipciu (9′-2ºt) e George Ţucudean (23′-2ºt)

Trio de arbitragem: Adrian Comănescu, auxiliado por Adrian Ghinguleac e Mircea Grigoriu

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s