Ranking Craiovano #11: Brasov

poze-fcbv-3

Com 45 participações na Liga I, o Fotbal Club Brasov é o 11º colocado do Ranking Craiovano das maiores equipes romenas pós-Segunda Guerra Mundial. O clube foi fundado em 1936 na cidade de Brasov, uma das mais tradicionais e culturais cidades romenas, localizada no coração do país, no sudeste da Transilvânia. A princípio, o Brasov tinha as cores vermelho e azul e surgiu como Astra Brasov, um clube da fábrica de caminhões da cidade. Esta relação se mantém até hoje com o patrocinador atual do Brasov.

De 1948 a 1979, teve o nome Steagul Rosu Brasov (Bandeira Vermelha Brasov, em tradução literal), tendo outros nomes durante curtos períodos, como Metalul Brasov (1951 a 1954) e Energia Brasov (1957-58). De 1979 a 1990, o nome era FCM (Fotbal Club Muncitoresc – Futebol Clube dos Trabalhadores) Brasov, e só em 1990 o clube tem o nome que tem hoje (Fotbal Club Brasov).

O modesto Estádio Tineretului (da juventude), também chamado de "Silviu Ploesteanu: a casa do Brasov
O modesto Estádio Tineretului (da juventude), também chamado de “Silviu Ploesteanu: a casa do Brasov

O time tem muitas presenças na elite do futebol romeno, mas poucos títulos. O único com maior peso conquistado pelos Stegarii foi a Copa Balcânica para clubes, um torneio entre equipes albanesas, búlgaras, gregas, romenas, turcas e iugoslavas, à qual não era dada realmente uma importância muito grande. O Brasov foi o primeiro campeão do torneio, em 1960-61. A Copa Balcânica seria extinta em 1994. Os outros foram seis Liga II (1956-57, 1968-69, 1979-80, 1983-84, 1998-99, 2007-08)

Apesar dos poucos títulos, o Brasov teve outros desempenhos expressivos. Foi sete vezes semifinalista da Copa da Romênia, foi vice-campeão romeno em 1959-60 e chegou ao 3º lugar em 1973-74 e 2000-01. Além disso, o time chegou a ceder jogadores para a seleção romena em Copas do Mundo. É o caso da “Geração do Trio Mexicano”, dos anos 60, os melhores da história do clube e que culminaram com Nicolae Pescaru, Stere Adamache e Mihai Ivăncescu entre os convocados para a Copa de 1970. Na Copa de 1994, o atacante Marian Ivan foi convocado, como reserva.

A história mais curiosa do Brasov se dá na América do Sul e diz respeito à mudança de suas cores, do vermelho e azul para o amarelo e preto. Em dezembro de 1966, a seleção olímpica da Romênia foi para o Uruguai, e enfrentou o Peñarol. Um dos jogadores do Brasov, Csaba Gyorrff, recebeu do capitão adversário, Alberto Spencer, a camisa do Peñarol usada por ele no jogo. O romeno adorou a combinação de cores, e depois de voltar à Romênia, passou a usar a camisa de Spencer nos treinamentos do Brasov.

A decisão de mudar as cores do time veio de Silviu Ploesteanu, lendário técnico que comandava o clube desde 1948 e sairia em 1968, alegando que com o amarelo e o preto os jogadores se veriam melhor em campo. Então, desde janeiro de 1967, o Brasov passou a usar as cores amarelo e preto, a partir do Peñarol.

 

Atualmente, o Brasov é um dos sete times da Liga I em insolvência financeira e luta a duras penas contra o rebaixamento.

O Steagul Rosu dos anos 60, melhor momento da história do clube
O Steagul Rosu dos anos 60, melhor momento da história do clube

FC_Brașov.svgFotbal Club Brasov

Fundação: 1936
Estádio: Tineretului (8800 lugares)
Títulos: 1 Copa Balcânica (1960-61)
6 Liga II (1956-57, 1968-69, 1979-80, 1983-84, 1998-99, 2007-08)
Outros desempenhos marcantes:
Vice-campeão da Liga I (1959-60)
3º colocado da Liga I (1973-74 e 2000-01)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s