CSU arranca empate em Craiova contra FCSB e com um jogador a menos

O atacante Thaer Bawab, marcado por três jogadores do FCSB (foto: csuc.ro)
O atacante Thaer Bawab, marcado por três jogadores do FCSB (foto: csuc.ro)
Brandán foi expulso aos quatro do segundo tempo (foto: csuc.ro)
Brandán foi expulso aos quatro do segundo tempo (foto: csuc.ro)

O CS Universitatea Craiova chegou a 13 jogos de invencibilidade e a cinco sem sofrer gol após conquistar um empate em 0x0 contra o FCSB, líder da Liga I, no Estádio Extensiv. A partida foi realizada no pequeno Estádio Extensiv, em Craiova, com capacidade para 6 mil torcedores, uma vez que o Estádio Ion Oblemenco finalmente foi interditado para a sua demolição ter início, e então, a construção da Arena. Com o resultado, o CS U Craiova ficou na quarta posição, com 33 pontos, a 11 do líder FCSB.

Num primeiro tempo muito truncado e as duas equipes errando muitos passes, o controle do jogo foi do FCSB, que chegava mais ao ataque e desperdiçou chances com Popa e Prepelita, enquanto o CSU tentava jogar no erro do adversário. O time de Constantin Gâlca contou com um reforço: o retorno de Andrei Prepelita, ex-volante do FC Universitatea Craiova que estava afastado pelo proprietário do clube, Gigi Becali.

Aos 40 minutos, a arbitragem começou ser o destaque negativo do jogo. Num lance bastante rápido,  o meia do FCSB, Adi Popa, recebeu lançamento em profundidade em posição legal e sairia cara a cara com o goleiro Balgradean, mas foi marcado o impedimento. O lateral esquerdo Bogdan Vatajelu dava condição no momento do passe.

Logo aos quatro minutos da segunda etapa, o meia argentino Pablo Brandán, do CS U Craiova, foi expulso por falta estúpida em Nicusor Stanciu, no meio do campo. Avram aplicou o segundo amarelo e expulsou o atleta do time da casa. A partir daí, o CSU se fechou completamente, chegando a gastar tempo mesmo com oportunidades de buscar o contra-ataque.

Num dos poucos contra-ataques que o time dos técnicos Emil Sandoi (aniversariante do dia, completando 50 anos) e Sorin Cartu buscaram com objetividade, o zagueiro Paul Papp fez uma falta muito dura em Herghelegiu, indo apenas no corpo do jogador e esquecendo a bola aos 33 do segundo tempo. Para o árbitro Marius Avram, que prejudicou os dois times no jogo, não foi nada.

Antes da partida, o cartaz de "A Guerra dos Clones" circulou pela internet, tirando sarro das duas equipes
Antes da partida, o cartaz de “A Guerra dos Clones” circulou pela internet, tirando sarro das duas equipes

Nos último minutos, uma blitz do FCSB na área do CSU forçou o goleiro Cristian Balgradean a ser o herói da partida, defendendo um chute do atacante George Tucudean quase da pequena área. Na sequência, a zaga afastou, o lateral Guilherme, ex-Petrolul, ainda tentou mais um chute quase da meia-lua, mas não havia mais tempo, e o CS U Craiova conseguiu segurar o resultado e manter a invencibilidade. Marius Avram cometeu mais um erro, desta vez contra o FCSB. Poderia ainda ter marcado pênalti no último minuto de jogo, quando Kay derrubou Tucudean na área, mas deixou o jogo seguir

Com o 0x0, a vantagem do FCSB para o vice-líder Petrolul já caiu de dez pontos para cinco desde o começo do segundo turno. E é a segunda partida consecutiva em que o time de Gâlca não marcou gols, a anterior foi a derrota para o Rapid por 1×0 no Ghencea. A última vez que o time ficou dois jogos seguidos sem marcar foi em 2014, na 26ª e 27ª rodada da Liga I 2013-14: Um 0x0 com a ACS Poli em Timisoara e uma derrota para o Vaslui por 1×0 no Ghencea, a primeira do time naquela edição.

Na semana anterior ao jogo, circulou na internet uma sátira da “Guerra dos Clones”, questionando a autenticidade das duas equipes, uma vez que o CS Universitatea Craiova surgiu em 2013, quando o FC Universitatea Craiova ainda estava na ativa, e o seu adversário teve que mudar seu escudo e seu nome de Steaua para a sigla FCSB por causa de um impasse com o Exército romeno e o Ministério da Defesa, que são fundadores do clube.

Esta também foi a primeira partida no Estádio Extensiv na Liga I depois de sete anos. O FC Universitatea Craiova venceu o Ceahlaul Piatra Neamt por 3×2 em 7 de maio de 2008, pela última rodada da Liga I 2007-08. O técnico da Stiinta era Emil Sandoi, um dos atuais técnicos do CS Universitatea Craiova.

CS Universitatea Craiova 0x0 FCSBEstádio Extensiv, Craiova, distrito de Dolj, Oltênia, Romênia
Domingo, 1º de março de 2015
19ª rodada da Liga I

CS Universitatea Craiova: Bălgrădean; Achim, Acka, Frăsinescu, Vătăjelu; Tîrnăcop, Madson, Brandan, Briceag (Herghelegiu 27′-2ºt)- Bawab (Kay 39′-2ºt) e Nuno Rocha (Mateiu 23′-2ºt)
Técnicos: Emil Sandoi e Sorin Cârtu

FCSB:  Cojocaru; Râpă, Papp, Varela, Guilherme; Prepeliţă, Bourceanu (Ţucudean 19′-2ºt), Popa, Stanciu (Iancu 30′-2ºt), Chipciu; Rusescu (Tamas 35′-2ºt)
Técnico: Constantin Gâlca

Trio de arbitragem: Marius Avram (Bucareste), auxiliado por Ovidiu Artene (Vaslui) e Vladimir Urzica (Piatra Neamt)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s