Com ídolos em campo, Rapid vence o clássico contra o FCSB depois de quatro anos

Rapid comemora o gol da vitória: eram quase quatro anos sem vencer o rival (foto: Alex Dobrescu/ Dorin Talpasanu-LPF)
Rapid comemora o gol da vitória: eram quase quatro anos sem vencer o rival (foto: Alex Dobrescu/ Dorin Talpasanu-LPF)

O Rapid Bucareste, que está em crise financeira e briga contra o rebaixamento, venceu ontem o FCSB (novo nome do Steaua Bucareste) por 1×0 em pleno Ghencea, na reestreia do lateral Cristian Sapunaru, ídolo do clube que chegou neste ano para ajudar o time a fugir da má fase. Além dele, os medalhões Daniel Pancu, de 37 anos, e Daniel Niculae, de 32, estiveram em campo, mas quem brilhou foi o volante tcheco Marcel Gecov, autor do gol. Esta foi a primeira vitória do Rapid sobre o seu rival depois de quase quatro anos, quando os Vulturii Visinii venceram, também no Ghencea, por 1×0, em 4 de maio de 2011, na 31ª rodada da Liga I.

Os Rapidistii compareceram em peso, para os padrões da Liga I (foto: Alex Dobrescu/ Dorin Talpasanu-LPF)
Os Rapidistii compareceram em peso, para os padrões da Liga I (foto: Alex Dobrescu/ Dorin Talpasanu-LPF)

Sem o goleiro Arlauskis e o volante Prepelita, afastados pelo proprietário Gigi Becali por não quererem renovar os contratos, o FCSB teve um adversário jogando de igual para igual, apesar de o clássico ser entre o líder e o vice-lanterna. O Rapid aproveitou a ausência de Prepelita no controle do meio-campo e na proteção da zaga stelistii, e criou boas oportunidades no primeiro tempo, aproveitando os erros do FCSB, que tinha mais posse de bola.

A única oportunidade do FCSB foi aos 13 minutos. Tanase cruzou da esquerda e Papp cabeceou na trave. Na sequência, Tucudean passou da bola e ainda tentou emendar uma bicicleta, mas a bola passou do lado direito do gol de Buchta. A grande chance do Rapid na primeira etapa foi aos 46 minutos. Em cruzamento pela direita, Papp afastou mal, Gecov arriscou de fora da área, a bola desviou em Luchin e sobrou livre para Niculae que, afobado, cabeceou torto para fora.

Em novo erro de Papp, desta vez perdendo na corrida pela ponta esquerda do ataque do Rapid, o cruzamento dos visitantes encontrou livre o português Rui Miguel, que quase da pequena área cabeceou errado para fora, logo aos sete da segunda etapa. Um minuto depois, Gecov aproveitou a falha da defesa, ganhou na dividida de Papp e foi derrubado na área. Cristian Balaj não deu o pênalti.

Aos 15, o golaço do Rapid. Gecov dominou a bola no meio campo, tocou para Niculae e partiu para o ataque. O camisa 21 do Rapid tocou para quem vinha de trás, Rui Miguel, que fez um lançamento sensacional para Gecov. O tcheco matou no peito e finalizou com precisão para fazer o único gol da partida e deixar o Rapid dormindo na 15ª posição, com 14 pontos, a quatro do Pandurii, o último time fora do Z6.


Confira os melhores momentos do jogo

O FCSB, que jogava pior do que no primeiro tempo, não criou grandes chances e seus erros eram aproveitados para o Rapid começar a tomar controle do jogo, mas sem lances de muito perigo ao gol de Cojocaru. Aos 37, Adi Popa cruzou, Buchta tentou a ponte, mas não segurou, e a bola sobrou com Rusescu. O atacante finalizou sem força, fácil para a defesa dominar e afastar. Aos 40, o capitão Cristian Tanase desperdiçou a chance de empatar. Adi Popa cruzou da direita, Chipciu resvalou de cabeça e Tanase mandou uma bomba na trave com a perna esquerda.

Aos 46 minutos, o FCSB pediu pênalti de Borda em Stanciu, mas o árbitro Cristian Balaj deixou o jogo rolar. Em meio ao tumulto de stelistii pedindo pênalti e rapidistii indo fazer catimba, o capitão do Rapid, Cristian Sapunaru, foi expulso com o segundo amarelo. Nada que atrapalhasse a festa do Rapid Bucareste, que comemorou a terceira vitória na Liga I como se fosse um título.


O lance em que o Steaua pediu pênalti, em 1’45

 

Jogadores e torcedores comemoraram como se fosse um título (foto: Alex Dobrescu/ Dorin Talpasanu-LPF)
Jogadores e torcedores comemoraram como se fosse um título (foto: Alex Dobrescu/ Dorin Talpasanu-LPF)

 

FCSB 0x1 Rapid BucaresteGhencea, Bucareste, Muntênia, Romênia
Domingo, 22 de fevereiro de 2015
18ª rodada da Liga I
Público: 9437

FCSB: Cojocaru; Papp, Luchin (Bourceanu-int), Varela, Guilherme; Breeveld (Stanciu 18′-2ºt), Filip, Popa, Chipciu, Tanase; Tucudean (Rusescu 10′-2ºt)
Técnico: Constantin Gâlca

Rapid Bucareste: Buchta; Sapunaru, Borda, Cmovx, Josl; Gecov, Garay, Meulens (Alexandru Dan 34′-2ºt), Pancu (Rui Miguel 7′-2ºt), Daniel Niculae (Cerlinca 44′-2ºt); Benson
Técnico: Cristian Pustai

Gols: Marcel Gecov (14′-2ºt)
Cartões amarelos: Popa, Luchin, Rusescu, Tănase, Stanciu, Meulens Săpunaru (dois), Garay
Cartão vermelho: Cristian Sapunaru (46′-2ºt)

Trio de arbitragem: Cristian Balaj (Baia Mare), auxiliado por Radu Ghinguleac (Bucareste) e Sebastian Gheorghe (Suceava)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s