Relembre os últimos campeonatos romenos com tabela influenciada pelos tribunais

Após o CFR Cluj ter sido punido com a perda de 24 pontos por dívidas com ex-jogadores do clube, O Craiovano reuniu outras cinco ocasiões que influenciaram diretamente o resultado final do campeonato romeno. Na maioria das vezes por motivos de dívidas, muitos clubes que conseguiram boas campanhas dentro do campo acabaram rebaixados e poupando outros times do rebaixamento. Nas últimas seis edições da Liga I, só a de 2011-12 não teve este tipo situação.

 

O Vaslui era fui um time de ascensão meteórica que estava pronto para se firmar entre os grandes com o passar dos anos, mas a má gestão interrompeu o sonho.
O Vaslui era fui um time de ascensão meteórica que estava pronto para se firmar entre os grandes com o passar dos anos, mas a má gestão financeira destruiu os planos

Liga I 2013-14:
O Vaslui, clube fundado em 2002 e que vinha há algumas temporadas disputando as competições europeias e chegando na parte de cima da tabela no campeonato nacional, acumulou 500 mil Euros em dívidas e quase um ano de salários atrasados aos jogadores. Ainda assim, foi o clube que aplicou a maior goleada na Liga I 2013-14 (8×1 sobre o também extinto Corona Brasov) e alcançou o 5º lugar da competição, com 51 pontos. Rebaixado por não ter recebido a licença financeira para a temporada seguinte na Liga I, o proprietário do clube, o ex-árbitro Adrian Porumboiu, desistiu e nem mesmo disputou a Liga II, extinguindo o time. Assim, o Brasov, primeiro clube na zona de rebaixamento, se livrou da degola.  Além disso, o Dinamo Bucareste, 4º colocado, entrou em insolvência financeira, e a vaga da Liga Europa que o clube conquistou iria então para o Vaslui, uma vez que o Dinamo não tinha as condições de fair-play financeiro da UEFA para disputar a competição. Como os galben-verzii estavam rebaixados, o CFR Cluj, 6º colocado, ficou com a vaga.

Liga I 2012-13:
O Rapid Bucareste passava por uma grave crise financeira e, apesar de ter acabado a Liga I em 8º lugar, não tinha dinheiro suficiente para receber a licença financeira necessária para disputar o campeonato na temporada seguinte. Assim, acabou sendo rebaixado e o Concordia, que havia terminado em 15º, com melhor desempenho dentre quatro clubes da zona de rebaixamento, se safou. O caso foi levado ao TAS e foi feito até um confronto entre Rapid e Concordia imposto pela FRF para decidir quem continuaria na primeira divisão. O Rapid venceu a partida, realizada em 13 de julho de 2013, por 2×1 no Estádio Dinamo (do Dinamo Bucareste). O TAS validou o jogo, e o Rapid se manteve na primeira divisão. Disputou duas rodadas da Liga I 2013-14, mas em 2 de agosto, o Concordia entrou com um novo recurso no TAS e reverteu a situação. Caía o Rapid, voltava o Concordia.

Desde os anos 2000, a Poli já se atrapalhava com fusões e problemas de marca. O time não passou de 2011.
Desde os anos 2000, a Poli já se atrapalhava com fusões e problemas de marca. O time não passou de 2011.

Liga I 2010-11:
A Politehnica Timisoara, à época com o nome FC Timisoara, foi vice-campeã romena, atrás apenas do Otelul Galati. O time tinha dívidas, não recebeu a licença e foi rebaixado. A vaga para a Champions League do vice-campeão foi para o 3º colocado, Vaslui. As vagas para competições europeias acabaram indo até o 7º colocado, Gaz Metan Medias. Quem se livrou do rebaixamento foi o lanterna Sportul Studentesc, único dos rebaixados com condições de receber a licença. O Gloria Bistrita teria escapado do rebaixamento com a 14ª posição, mas teve a mesma situação da Poli. FC Universitatea Craiova, Victoria Branesti e Unirea Urziceni foram os rebaixados. Destes três times, apenas o Victoria seguiu existindo, mas foi extinto ao fim da temporada 2011-12, com o rebaixamento pra Liga III.

Liga I 2009-10:
A velha história das licenças. O Inter de Arges terminou a temporada em 12º, com 36 pontos. Sem a licença, caiu e acabou extinto. Livrou o Pandurii, 15º colocado, do rebaixamento.

Liga I 2008-09:
O Arges Pitesti se envolveu com um grande escândalo de compra de árbitros e foi rebaixado. Quem se safou foi o Gaz Metan Medias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s