Steaua pode jogar de azul e amarelo na sequência da temporada (montagem: Sport.ro)
Steaua pode jogar de azul e amarelo na sequência da temporada (montagem: Sport.ro)

O maior clube da Romênia, o Steaua Bucareste, jogou a última partida de 2014 sem o uniforme tradicional por causa do impasse com o Clube Esportivo do Exército romeno (CSA), que detêm os direitos sobre o nome Steaua, o escudo e a associação destes dois elementos com as cores vermelho e azul. Após usar as cores no último jogo da Liga Europa, contra o Dinamo Kiev, no último domingo, os stelistii voltaram a jogar com o segundo uniforme, na cor amarela. E a mudança de cores deverá agora ser definitiva, uma vez que o proprietário do clube, Gigi Becali, se recusa a negociar com o Exército sobre os custos para direito de uso de escudo, nome e cores. As duas partes tinham um acordo em que o Steaua poderia usar escudo, cores e nome até segunda-feira.

Os militares querem 50 mil Euros por jogo em que o clube estiver utilizando a identidade, e Becali se recusa a pagar qualquer tipo de taxa. O conflito entre o Steaua do Exército e o Steaua atual já é chamado de Guerra das Estrelas na mídia romena (“steaua” é “estrela” em romeno). Conforme o presidente do Steaua Bucareste, Valeriu Argaseala, o uso do nome “Steaua” já está permitido,  mas o uso das cores e do escudo são o grande problema. “Vamos ter mais uma discussão com o CSA para ver se usaremos o emblema ou se faremos outro, mas o nome não irá mudar”, afirmou o dirigente ao canal pago de TV, Digisport. O Steaua precisa escolher entre pagar o CSA ou mudar cores e escudo, e Gigi Becali já decidiu pela mudança. Veículos como Sport.ro, o ProSport e a Gazeta Sporturilor já apontam que a camisa do Steaua em 2015 deverá ser no estilo “à Fenerbahce”, e que o clube terá um novo escudo.

O Tenente-Coronel Florin Talpan, chefe do departamento jurídico do CSA, afirma que mesmo o nome não pode ser usado. “Não pode nem usar o nome, porque nós obtivemos exclusividade pelo nome, pela marca Steaua”, explicou Talpan em 4 de dezembro ao ProSport. Segundo o regulamento da Federação Romena de Futebol, um clube não pode mudar de nome no meio da temporada. Na prática, a mudança de nome do Steaua deverá excluir o clube da competição.

Argaseala está convicto de que o clube não negociará e, caso o CSA não ceda de forma gratuita, o Steaua estará disposto a recorrer da decisão da Justiça que deu os direitos exclusivos de uso de escudo e cores ao CSA. Até o momento, o campeão da Champions League de 1985-86 segue, no mínimo, sem cores e sem escudo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s