Ranking Craiovano #17: Corvinul Hunedoara

O Corvinul Hunedoara de 1988: o time foi de pequeno para médio na década de 80 e conquistou grandes resultados
O Corvinul Hunedoara de 1988: o time foi de pequeno para médio na década de 80 e conquistou grandes resultados

A quarta equipe que figura no Ranking Craiovano também não existe mais. Na verdade, quase metade dos times do ranking já deixaram de existir. O Corvinul Hunedoara é apenas mais um deles.

Após 33 anos tendo papel de figurante nas divisões inferiores do futebol romeno, o Corvinul viveu um auge duradouro na década de 80, terminando muitas temporadas na parte de cima da tabela, com grandes jogadores, torcida fiel e  que acabou fazendo o time ser um dos mais carismáticos da época. Em 1982, os Corbii (Corvos ficaram em terceiro lugar na Liga I atrás somente do campeão Dinamo Bucareste e do Universitatea Craiova, que dificilmente saía do Top 5 entre o final da década de 70 e meados da década de 90.

Assim, Corvinul e Universitatea foram para a Copa da UEFA, a atual Liga Europa. O time da cidade de Hunedoara, na Transilvânia, chegou a passar da primeira fase, após passar pelo Grazer. Um empate em 1×1 na Áustria e uma vitória por 3×0 na Romênia asseguraram a vaga pra segunda fase,  mas o time não passou pelo FK Sarajevo, na época ainda da Iugoslávia. No primeiro jogo, em 20 de setembro de 1982, um sensacional 4×4(confira os melhores momentos no vídeo) em Hunedoara. Mas em Saraievo, 4×0 para os donos da casa e o fim da única campanha internacional do Corvinul. O Universitatea Craiova o leitor d’O Craiovano já sabe onde chegou: Passou por Kaiserslautern, Fiorentina, Bordeaux, até chegar nas semifinais e ser eliminado pelo Benfica por gols marcados fora de casa.

O time do Corvinul na década de 80 tinha grandes craques do futebol romeno que atuaram nas Copas do Mundo de 1970 e 80. É o caso do atacante Florea Dumitrache, que jogou a Copa de 1970 e de Dorin Mateut, Michael Klein, Mircea Rednic e Ioan Andone, que disputaram a Copa de 1990. Além deles, outros jogadores de renome também passaram pelo Corvinul e pela seleção, como Radu Nunweiller, que foi companheiro de Dumitrache na Copa de 1970. E de 1977 a 1982, o Corvinul Hunedoara era treinado por ninguém menos que Mircea Lucescu, um dos maiores jogadores da história do Dinamo Bucareste e da seleção romena, que também disputou a Copa do Mundo em 1970 e que como técnico levou a Romênia à sua primeira Eurocopa, em 1984. Se isto não é suficiente pra você perceber o valor daquele time do Corvinul e de seu treinador, outra informação: Mircea Lucescu é técnico do Shakhtar Donetsk desde 2004.

A partir do final da década de 80, o clube passou a alternar bons e maus desempenhos na primeira divisão, até ser rebaixado em último lugar na temporada 1991-92. E desde então, o Corvinul Hunedoara nunca voltou à elite do futebol romeno. O fim da história é muito parecido com o de Unirea Urziceni, Bacau e Politehnica Iasi: acúmulo de dívidas, descaso da diretoria e o fim, que chegou em 2004. O clube foi extinto e outros vieram para suprir seu lugar, como o FC Hunedoara, que hoje disputa a Liga IV.

Michael Klein: Com 313 jogos,  o grande ídolo do Corvinul Hunedorara
Michael Klein: Com 313 jogos, o grande ídolo do Corvinul Hunedorara

Michael Klein, o nome do estádio
O lateral-esquerdo romeno Michael Klein disputou 89 partidas pela seleção romena, e disputou a Copa do Mundo de 1990. Revelado no Corvinul Hunedoara em 1977, aos 18 anos, Klein jogou pelos Corbii até 1988, acumulando 313 jogos disputados. Após jogar no Dinamo Bucareste de 1988 a 1990, foi para o Bayer Uerdigen (hoje KFC Uerdingen 05), que à época disputava a primeira divisão do campeonato alemão, e chegou a disputar 63 partidas no clube.
Durante um treino em 2 de fevereiro de 1993, o jogador sofreu um ataque cardíaco e faleceu. Assim, o Estádio de Hunedoara foi rebatizado como Estádio Michael Klein, em homenagem póstuma ao ídolo do futebol da cidade.

Stema_fc_corvinul_hunedoaraFotbal Club Corvinul Hunedoara

Fundação: 1921
Extinção: 2004
Estádio: Michael Klein (16.500 lugares)
Rival: Jiul Petrosani
Títulos: 4 Liga I ( 1953, 1959–60, 1975–76, 1979–80)
2 Liga III (1966–67, 2001–02)
Outros desempenhos marcantes:
3º lugar na Liga I (1981-82)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s