Guia da Liga I #4: Ceahlaul Piatra Neamt

Sem os jogadores que fizeram a diferença no ano passado e sem reforços de peso, o Ceahlaul vai lutar mais uma vez para não cair (foto: fcceahlaul.ro)
Sem os jogadores que fizeram a diferença no ano passado e sem reforços de peso, o Ceahlaul vai lutar mais uma vez para não cair (foto: fcceahlaul.ro)

O último time do Ceahlaul que realmente encantou foi o de 1999-2000, quando chegou ao 4º lugar e terminou atrás do trio Dinamo, Steaua e Rapid. Desde então, o time de Piatra Neamt nunca fez mais que uma mera figuração na elite do futebol romeno, alternando rebaixamentos e acessos na última década. A temporada passada foi uma das melhores, com o modesto 9º lugar, e em 2012-13 conseguiu escapar do rebaixamento, chegando à 14ª posição. Em 2011-12, quando havia acabado de retornar da Liga II, ficou em 11º. Agora, com seis clubes sendo rebaixados na decisão absurda da FRF de reduzir o número de equipes de 18 para 14 em apenas uma temporada, a situação do Ceahlaul fica mais complicada de se manter como nos últimos três anos. Porque um terço dos clubes será rebaixado e porque as outras equipes se reforçaram muito mais do que os Ursos dos Cárpatos.

Apenas dois jogadores são novos no elenco comandado por Marin Barbu: o zagueiro moldavo Oleg Clonin, que estava no Academia Chisinau-MOL e o centroavante Tudor Mandrusca, que vem por empréstimo do CFR Cluj. Além das poucas vindas, houve muitas saídas. Oito jogadores saíram sem compensação para o clube: Marian Constantinescu (meia – FC Brasov), Emil Jula (atacante – Universitatea Cluj), Daniel Stana (atacante – CFR Cluj), Justin Jake Lopes (Noordwijk-HOL) e Bojan Golubovic (atacante – SönderjyskE-DIN). Golubovic e Constantinescu eram duas peças importantes no time do ano passado.

Agora, o Ceahlaul tem que se virar com o que tem para terminar no mínimo na 12ª posição e escapar da degola. Perdeu suas principais peças no ataque que não era muito bom. Foram 27 gols em 34 partidas, o terceiro pior ataque da competição, atrás apenas de dois rebaixados: o ACS Poli com 26 e o saco de pancadas Corona Brasov, com 20. E dos 27 gols, dez deles foram marcados por Golubovic, que foi para a Dinamarca. Tudo conspira para uma temporada muito difícil em Piatra Neamt.

Palpite d’O Craiovano: candidato ao rebaixamento

A base do time perdeu para o Otelul Galati nos pênaltis na Copa da Liga. É uma equipe que vai depender bastante do meio-campo Achim. Outra opção é o argentino Lucas Garcia, que disputou 27 partidas na última temporada. Mandrusca terá que fazer o papel que Golubovic fazia. Gols. O bósnio fez dez dos 27 gols do Ceahlaul na última Liga I. A expectativa é de um ataque ainda mais fraco
A base do time perdeu para o Otelul Galati nos pênaltis na Copa da Liga. É uma equipe que vai depender bastante do meio-campo Achim. Outra opção é o argentino Lucas Garcia, que disputou 27 partidas na última temporada. Mandrusca terá que fazer o papel que Golubovic fazia. Gols. O bósnio fez dez dos 27 gols do Ceahlaul na última Liga I. A expectativa é de um ataque ainda mais fraco

Ceahlaul-Piatra-Neamt[1]Fotbal Club Ceahlaul Piatra Neamt

Fundação: 1919
Site:
fcceahlaul.ro
Estádio: Estádio Ceahlaul (18000)
Apelido: Os Ursos dos Cárpatos
Patrocinador: Rifil, Dedeman, Cotharia, Getica 95 Com
Material esportivo: Masita
Proprietário: Gheorghe Stefan
Presidente:  Viorel Mastacaneanu
Técnico: Marin Barbu
Títulos: 4 Liga II (1992–93, 2005–06, 2008-09, 2010–11) e 2 Liga III (1964-65, 1979-80)
Classificação Liga I 2013-14: 9º

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s