Vaslui terminou em 5º lugar, mas será rebaixado pela primeira vez na história (foto: Stiri de Sport)
Vaslui terminou em 5º lugar, mas poderá ser rebaixado pela primeira vez em sua história (foto: arquivo/Stiri de Sport)

A temporada 2013-14 está encerrada na elite do futebol romeno só no campo, porque fora do jogo de futebol, mas continua nos tapetões devido ao sistema de licenças e às crises financeiras dos clubes. Por acúmulo de dívidas, o FC Vaslui não recebeu a licença da FRF para competir na Liga I na temporada que vem e estaria rebaixado hoje, junto com ACS Poli Timisoara, Sageata Navodari e Corona Brasov. E a equipe verde-amarela terminou a competição na 5ª posição, atrás apenas de Steaua Bucareste, Astra Giurgiu, Petrolul Ploiesti e Dinamo Bucareste, com 51 pontos conquistados em 15 vitórias, 6 empates e 13 derrotas.

Quem se safa do rebaixamento por enquanto é o FC Brasov, que terminou a temporada na 15ª colocação. Lembrando que a Liga I é formada por 18 equipes e quatro são rebaixadas à Liga II. O Vaslui vai entrar com um recurso no Tribunal Arbitral do Esporte (TAS, instância internacional de questões esportivas) , em Lausanne, na Suíça, para conquistar o direito de permanecer na primeira divisão e rebaixar o FC Brasov. Caso o Vaslui vença na justiça, o Brasov ainda poderá recorrer.

Na última rodada da Liga I, o Vaslui foi goleado em casa pelo vice-campeão Astra Giurgiu por 4×1 nesta segunda-feira, e o Brasov empatou em Medias contra o Gaz Metan por 1×1. Houve muita festa no clube de Gheorghe Hagi, o Viitorul Constanta. A equipe venceu hoje o Ceahlaul Piatra Neamt por 1×0 em casa se garantiu na elite em 2014-15. Cerca de 300 torcedores foram a Chiajna, a 300km de Constanta, para assistir ao gol foi Ionut Mitrita aos seis minutos, após belo passe em profundidade feito pela promessa Florin Tanase, de 19 anos (e já contratado pelo Steaua para 2014-15). Apesar de ser de propriedade de Hagi, o clube é bastante criticado por ser recente (fundado em 2009) e ter ligações com o Steaua Bucareste, enquanto o time tradicional de Constanta, o Farul (pelo qual Hagi foi revelado), está sendo rebaixado para a Liga III.

Diversas situações já estavam definidas nesta última rodada, como o título do Steaua (que vai à Champions League), a lanterna e o rebaixamento do Corona Brasov, o vice-campeonato do Astra Giurgiu e a classificação de Astra e Petrolul para a Liga Europa. A equipe de Giurgiu vai para a terceira fase da competição, enquanto o time mais brasileiro da Romênia vai à segunda fase (anteriores à fase de grupos). Resta agora, além das divisões inferiores, a final da Copa da Romênia. Steaua e Astra se enfrentam nesta sexta-feira, na Arena Nationala, em Bucareste.


Ionut Mitrita marcou o gol para manter o Viitorul na Liga I (imagens: Digisport)

CFR Cluj (dir.) está com a vaga na Liga Europa, mas Dinamo (esq.) vai recorrer (foto: Stiri de Sport)
CFR Cluj (dir.) está com a vaga na Liga Europa, mas Dinamo (esq.) vai recorrer (foto: arquivo/Stiri de Sport)

Confira abaixo todos os resultados da 34ª e última rodada da Liga I e a classificação final:

Segunda-feira, 19 de maio:
Vaslui 1×4 Astra Giurgiu

Terça-feira, 20 de maio:
Universitatea Cluj 0x3 Pandurii Targu Jiu
Corona Brasov 0x3 Petrolul Ploiesti

Quarta-feira, 21 de maio:
Steaua Bucareste 2×2 Otelul Galati
Botosani 1×2 Dinamo Bucareste
Gaz Metan Medias 1×1 Brasov
Sageata Navodari 2×1 CFR Cluj
ACS Poli 1×0 Concordia Chiajna
Viitorul Constanta 1×0 Ceahlaul Piatra Neamt

M: Jogos. V: Vitórias. E: Empates. I: Derrotas. Golaveraj: Gols Pró – Gols Contra. Pct: Pontos. 1º: segunda eliminatória da Champions League. 2º e 3º: segunda eliminatória da Europa League. 4º: primeira eliminatória da Europa League. 15º a 18º: Rebaixamento. Tabela: GSP.ro
M: Jogos. V: Vitórias. E: Empates. I: Derrotas. Golaveraj: Gols Pró – Gols Contra. Pct: Pontos. 1º: segunda eliminatória da Champions League. 2º e 3º: segunda eliminatória da Europa League. 4º: primeira eliminatória da Europa League. 15º a 18º: Rebaixamento. Tabela: GSP.ro

Os times da vez no TAS

Apesar de ser muito novo, o Fotbal Club Vaslui tem uma história vitoriosa no futebol romeno. Foi fundado em 20 de julho de 2002, na cidade de Vaslui, cidade com cerca de 50 mil habitantes no distrito homônimo, na região da Moldávia. O clube manda seus jogos no Estádio Municipal de Vaslui com capacidade para 9240 torcedores. Foi campeão da Liga II em 2004-2005, e desde então nunca havia sido rebaixado. Além disso, foi uma das equipes campeãs da última Copa Intertoto da UEFA, realizada em 2008, e desde então, tem participado de competições europeias em todas as temporadas. Copa da UEFA (atual Liga Europa) 2008-09, Europa League em 2009-10, 2010-11, 2011-12 e 2012-13, e Champions League também em 2010-11, 2012-13. Em 2011-12, foi vice-campeão da Liga I, atrás apenas do CFR Cluj. Grandes jogadores da história recente do futebol romeno já passaram pelo clube, como o atacante Marius Niculae e o zagueiro Paul Papp.
O FC Brasov é um clube médio, mas muito tradicional. Fundado em 1936 na cidade e distrito de mesmo nome, na Transilvânia, manda os seus jogos no Estádio Silviu Ploesteanu (nome em homenagem ao histórico técnico que comandou o time de 1948 a 1968), com capacidade para 8,8 mil torcedores.   A cidade de Brasov é uma das maiores da Romênia, com cerca de 275 mil habitantes. O clube já venceu a Liga II em seis oportunidades e participou de duas Copas da UEFA.

Rapid Bucareste e Concordia Chiajna tiveram o mesmo impasse que Vaslui e Brasov em 2012-13

O caso entre Vaslui e Brasov é praticamente igual ao conflito entre Rapid Bucareste e Concordia Chiajna na temporada passada. A equipe da capital passava pela grave crise financeira em que ainda se encontra e, apesar de ter acabado a Liga I em 8º lugar, não tinha dinheiro suficiente para receber a licença financeira necessária para disputar o campeonato na temporada seguinte. Assim, acabou sendo rebaixado e o Concordia, que havia terminado em 15º. O caso foi levado ao TAS e foi feito até um confronto de ida e volta entre Rapid e Concordia imposto pela FRF para decidir quem continuaria na primeira divisão. O Rapid venceu a partida, realizada em 13 de julho de 2013, vencendo por 2×1 no Estádio Dinamo (do Dinamo Bucareste). O TAS validou o jogo, e o Rapid se manteve na elite. Ainda disputaria duas rodadas da Liga I 2013-14, mas em 2 de agosto, o recurso do Concordia foi aprovado no TAS a situação foi revertida, rebaixando os “ciganos”.

Hoje, o Rapid continua na crise e não recebeu a licença para poder subir à Liga I. A equipe está na zona de acesso, em 2º lugar nos play-offs da Série 1 da Liga II, atrás apenas do CSMS Iasi. O clube também vai entrar com um recurso no TAS.

Outro tapetão: Dinamo Bucareste x CFR Cluj pela vaga na Liga Europa

Exatamente pelo motivo financeiro e não-recebimento da licença, o Dinamo Bucareste, que alcançou o quarto lugar e teria direito de ir à segunda fase da Liga Europa (anterior à fase de grupos), vai recorrer no TAS para recuperar a vaga do CFR Cluj, que ficou em 6º lugar. A vaga ficaria com o 5º colocado, mas este é o Vaslui, já sem licença para disputar a Liga I e, até o momento, rebaixado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s