Romênia reencontra gregos e húngaros nas Eliminatórias da Euro

Os grupos das eliminatórias para a Eurocopa 2016 foram definidos na semana passada no último domingo. A Romênia caiu no grupo F, da cabeça-de-chave Grécia (carrasco da Tricolori na repescagem das eliminatórias da Copa), e da rival Hungria. A próxima edição do torneio será realizada na França e as eliminatórias começarão em 7 de setembro deste ano.

Junto à Romênia, Grécia e Hungria, estão Finlândia, Irlanda do Norte e Ilhas Faroe. No novo formato da Eurocopa de 24 seleções, agora os primeiros e segundos colocados garantem vaga direta nos grupos de A a I. O melhor terceiro colocado também garante vaga, enquanto os outros oito terceiros disputam uma repescagem em mata-mata para definir as últimas quatro vagas.

Grécia e Romênia se enfrentaram na repescagem das eliminatórias para a Copa do Mundo de 2014, no Brasil. Com o placar de 3×1 para os gregos em Atenas e 1×1 em Bucareste, a seleção de Samaras, Mitroglou e Karagounis se classificou para a Copa do Mundo. A última vez que a Romênia participou do mundial foi em 1998.

Um dos países rivais da Romênia é a Hungria, que também estará no Grupo F lutando por uma vaga na próxima Eurocopa. Magiares e Tricolores se enfrentaram no ano passado, no Grupo D, pelas eliminatórias da Copa do Mundo. Em 22 de março, 2×2 na Hungria. Em 6 de setembro, os romenos venceram por 3×0 em casa.

Grécia 3×1 Romênia – 15/11/2013

Romênia 3×0 Hungria – 06/09/2013

Romênia na Eurocopa

A primeira edição da Eurocopa foi realizada em 1960, mas a Romênia só conseguiu a classificação para o torneio 24 anos depois, na França. Em 1984, a Tricolori estava entre as 8 seleções participantes, e repleta de jogadores do Universitatea Craiova, que um ano antes havia encantado a Europa chegando às semi-finais da Copa da UEFA. O goleiro Silviu Lung, o zagueiro Costica Stefanescu, o lateral-esquerdo Nicolae Ungureanu, o lateral-direito Nicolae Negrila, o volante Aurel Ticleanu, os meias Ilie Balaci e Mircea Irimescu e o atacante Rodion Camataru estavam entre os 20 jogadores convocados. 40% da seleção era dos “Campioani Unei Mari Iubiri”. Quem também estava lá era o então garoto Gheorghe Hagi, de 19 anos, que estava no Sportul Studentesc, de Bucareste. Mas infelizmente, naquela Euro, os romenos ficaram em último no grupo C, empatando com a Espanha por 1×1 e perdendo outros dois jogos: para a Alemanha Ocidental, por 2×1, e para Portugal, por 1×0.

A Romênia volta badalada à Eurocopa, em 1996, na Inglaterra. A geração de Gheorghe Hagi já estava consolidada, com o inédito 6º lugar na Copa do Mundo. Com o fim do comunismo no país, os jogadores passam fazer parte do elenco de médios e grandes clubes da Europa. Mas ainda assim, decepcionou. Três derrotas no Grupo B: 1×0 para a França, 1×0 para a Bulgária e 2×1 para a Espanha.

A seleção consegue voltar à competição na edição seguinte, a Euro 2000 na Holanda e na Bélgica. É a primeira e única vez que a Tricolori passa da fase de grupos. Empate em 1×1 com a Alemanha e uma derrota por 1×0 para Portugal, a Romênia conquista a classificação na última rodada, numa vitória histórica contra a Inglaterra por 3×2. O gol da classificação foi de Ionel Ganea (jogador do Universitatea Craiova de 1996 a 1998), nos últimos minutos. Como Portugal venceu a Alemanha, a vitória romena ultrapassou os ingleses e trouxe a vaga para as quartas-de-final. No Grupo A, Portugal ficou com 9 pontos, a Romênia com 4, a Inglaterra com 3 e a Alemanha com apenas 1. Mas a eliminação veio logo nas quartas, e contra a seleção que seria vice-campeã. A Itália bateu a última grande seleção romena por 2×0, com gols de Totti e Inzaghi em Bruxelas.

Inglaterra 2×3 Romênia

E a última participação da Romênia em Eurocopas foi há seis anos. Euro 2008, na Suíça e na Áustria, no Grupo da Morte, o C. As seleções da Itália e da França haviam sido campeã e vice, respectivamente, da Copa do Mundo 2006. De quebra, tinha também a tradicionalíssima Holanda. Os romenos até conseguiram bons resultados. 0x0 com a França, 1×1 com a Itália. Mas infelizmente, na partida decisiva contra os holandeses o resultado foi a derrota por 2×0 em Berna, gols de Huntelaar e Van Persie, com direito a pênalti perdido pelo romeno Adrian Mutu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s