Há quem diga que Craiova está muito distante, que ninguém no Brasil nunca teve e nem terá uma ideia do que é este histórico e lendário clube romeno. Mas muita gente dos anos 70 e 80 com certeza já leu ou ouviu falar sobre o clube. 1225 pessoas chegaram a ver Ilie Balaci e Ion Oblemenco em campo, inocentemente, sem saber de que se tratavam de dois dos maiores craques do futebol romeno.

O Universitatea Craiova jogou duas partidas contra o Guarani, de Campinas-SP. A primeira foi em 28 de outubro de 1972, no então Estádio Central de Craiova (hoje, Ion Oblemenco). A partida terminou em 2×1 para os Stiinta, que foram os vices romenos daquela temporada 72-73. Foi uma partida em uma excursão que o Bugre campineiro fez pela Europa e pela Ásia, com 18 jogos entre 10 de outubro e 8 de dezembro de 1972. Destes 18 jogos, foram 11 vitórias, 4 empates e somente 3 derrotas (para o Craiova, o Persepolis, do Irã, e o Nancy, da França). O Guarani enfrentou outros dois clubes romenos: goleou o Gloria Buzău por 5 a 0 e empatou sem gols com o poderoso Dinamo Bucareste.

Quase três anos depois, em 8 de fevereiro de 1975, o então campeão romeno pisava no gramado do Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas, São Paulo. Era a vez do Fotbal Club Universitatea Craiova fazer uma excursão, e os Stiinta viajaram pelo Brasil. O clube paulista comemorava o tricampeonato do interior (72-73-74), e o Craiova teve a honra de entregar as faixas pro Guarani. O jogo acabou em vitória brasileira por 1×0, com gol de Alexandre aos 15 minutos do segundo tempo.

Mas antes e depois dos dois amistosos entre Universitatea Craiova e Guarani, os Stiinta enfrentaram outros clubes brasileiros, na Romênia e também no Brasil. Em 1965, na Romênia, o Universitatea venceu o Bonsucesso por 2×1. Em 1969, foi a vez do São Paulo visitar a capital do Distrito de Dolj. Vitória tricolor por 1×0.

Em 1973, um ano após a vitória sobre o Guarani, o Universitatea Craiova venceu o ABC de Natal por 1×0*. Em 1975, além de ter enfrentado o Guarani, os Stiinta jogaram contra outros oito clubes (algumas vezes com resultados até vergonhosos):

Operário-MS 1×0 U Craiova
Mixto-MT 0x1 U Craiova
Operário-MT 0x1 U Craiova
Mixto-MT 0x3 U Craiova
Operário-MS 0x1 U Craiova
Comercial-MS 3×2 U Craiova
Londrina 1×0 U Craiova**
XV de Piracicaba 0x0 U Craiova
XV de Piracicaba 1×2 U Craiova
Portuguesa Santista 0x1 U Craiova

O último jogo do Universitatea Craiova contra um clube brasileiro foi em 29 de julho de 1980 (há 33 anos e 4 dias). O Atlético Mineiro perdeu para os Stiinta por 1×0.
Isso começou quando de algum jeito acabei encontrando o resultado deste jogo do Atlético, e resolvi vasculhar por outras relações do Universitatea Craiova com o Brasil. Falta bastante informação sobre estas partidas ainda, mas à medida que eu conseguir novas curiosidades sobre este assunto vou atualizar esta postagem n’O Craiovano.
* Segundo o Ucraiova.tripod.com, o jogo foi 2×0. O Blog Londrinense apontou o placar como 1×0.
**Segundo o blog Cacellain.com.br, o jogo foi em Bucareste. Segundo o Ucraiova.tripod.com, foi em um torneio amistoso no Chipre.

Confira as fichas técnicas dos dois jogos contra o Guarani (fontes: Jogos do Guarani e Movimento Bugre Guerreiro)

Universitatea Craiova 2×1 Guarani

Estádio Central de Craiova
Data: 29/10/1972 (Domingo)
Árbitro: Anton Langhans (Alemanha)
Assistentes: Constantin Otet (Romênia) e Constantin Deliu (Romênia)
Gols:  Badin 32’1ºt, Bernao 41’1ºt e Mincioaga 39’2ºt.

UNIVERSITATEA CRAIOVA – Oprea; Niculescu, Badin, Deselnicu e Ciocirlan; Strimbeanu e Ivan; Niţă (Balan), Cuperman (Păunescu), Marcu (Mincioaga) e Ţărălungă. Técnico: Constantin Cernăianu.

GUARANI – Tobias, Wilson, Amaral, Alberto e Bezerra; Alfredo e Zé Ito; Bernao, Washington (Flamarion), Clayton e Mingo (Antoninho). Técnico: José Duarte.

Guarani 1×0 Universitatea Craiova

Brinco de Ouro da Princesa
Data: 08/02/1975 (Sábado)
Árbitro: Almir Ricci Peixoto Laguna (SP)
Gols: Alexandre 15’2ºt
Renda: Cr$ 16.300,00
Público: 1.225 pagantes
Cartão vermelho: Deselnicu
GUARANI – Sérgio Gomes; Mauro (Odair), Joãozinho, Amaral e Cláudio; Flamarion e Alexandre; Amílton Rocha, Jarbas (Volnei), Sérgio Lima e Afrânio (Alfredo). Técnico: José Duarte.

UNIVERSITATEA CRAIOVA – Purcaru; Niculescu, Boc, Deselnicu e Negrila; Ciupitu e Stefanescu; Ţărălungă, Oblemenco (Camataru), Balaci e Marcu (Mincioaga). Técnico: Constantin Cernăianu.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s